Como a Anac testa uso de tecnologia por trás do bitcoin na aviação

Gustavo Sanches, superintendente de tecnologia da informação na Anac, conta que o projeto visa aproveitar benefícios inerentes a tecnologias digitais

access_time 4 jul 2019, 18h45

São Paulo – A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) já testa o uso de blockchain na aviação. Esse livro-razão digital é o que mantém a fidelidade dos registros de transações feitas com a criptomoeda bitcoin. Ele garante que os dados sejam imutáveis.

O projeto-piloto conduzido pela Anac tem duração de dois meses e adotará a tecnologia no registro de diário de bordo.

Gustavo Sanches, superintendente de tecnologia da informação na Anac, conta que o projeto visa aproveitar benefícios inerentes a tecnologias digitais.

“Os principais benefícios são poder sair do papel para o ambiente eletrônico nos dá mais agilidade e flexibilidade no registro de informações, economia no armazenamento de papel e a garantia da segurança da informação”, disse Sanches, em entrevista a EXAME, durante o InfoSecurity Brasil, evento de segurança pública e digital, realizado em São Paulo em junho. Veja, no vídeo, a entrevista completa com Gustavo Sanches.

Notícias sobre