Dólar bate R$ 4,18 e derruba ações de aéreas e agência de turismo

Moeda se apreciou mais de 10 centavos desde fim da primeira semana do mês

O dólar voltou a subir nesta quarta-feira e, pela manhã, chegou a ser negociado acima dos 4,18 reais. O movimento de alta, segundo analistas, é puxado pelas incertezas sobre as negociações comerciais entre China e Estados Unidos e pela que da taxa Selic, que afastou parte dos investidores interessados em fazer carry trade no Brasil. A prática consiste em tomar dinheiro em moedas com juros mais baixos em aplicar em economias com juros maiores.

Com as recentes valorizações, a cotação da moeda americana já subiu mais de 10 centavos em menos de duas semanas.

Ações de empresas que dependem do dólar para pagar despesas recorrentes caem nesta sessão. Por volta das 11h50, os papéis das companhias aéreas Gol e Azul tinham queda de mais de 1% enquanto a agência de turismo CVC recuava pouco mais de 2%.

Notícias sobre