Ações de construtoras sobem com uso de FGTS para subsídio de Minha Casa

Em agosto, empresários do setor chegaram a se reunir para discutir o atraso nos repasses, que estava na casa dos 500 milhões de reais

access_time 11 set 2019, 13h47 - Publicado em 11 set 2019, 13h41

A notícia de que o governo federal usará os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para bancar todo o subsídio do Minha Casa, Minha Vida fez subir as ações do setor de construção civil. Por volta das 11h20 da manhã desta quarta-feira (11), os papéis da MRV, Direcional e Tenda, que integram o programa avançavam 5,95%, 5,29% e 3,24, respectivamente. Também do setor, as ações da Cyrela valorizavam 1,52% e da Eztec, 0,73%. O Ibovespa subia 0,95%, a 104.008,17 pontos. Já o dólar caia 0,74% e era negociado a 4,065 reais na venda.

Notícias sobre