Um funcionário foi racista e viralizou. E agora?

Fred Lúcio, antrópologo e docente da ESPM, mostra que seu empreendimento deve olhar para dentro de si

São Paulo – Não são poucos os casos de um membro de uma empresa que emite opiniões preconceituosas e, com isso, acaba afetando o negócio em que trabalha. Afinal, quando um funcionário divulga posições contrárias ao posicionamento da empresa e da sociedade, o que deve ser feito? Já adiantamos: não basta apenas punir o empregado.

Fred Lúcio, antrópologo e docente da ESPM, mostra neste vídeo para empreendedores que seu empreendimento deve olhar para dentro de si, analisando suas políticas de capacitação e inclusão. Confira mais detalhes apertando o play.

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s