Zuckerberg dispensa resolução de Ano Novo para focar no Facebook

A rede social já trabalha na maioria das ideias de longo prazo que Zuckerberg expôs em sua mensagem

Resolução de Ano Novo de Mark Zuckerberg: não divulgar resoluções de Ano Novo. O presidente do Facebook, que em janeiro geralmente compartilha um “desafio pessoal” para o próximo ano, disse na quinta-feira que decidiu deixar de lado a tradição em 2020. Em vez disso, Zuckerberg se propõe a “adotar um foco de longo prazo” nesta década para priorizar projetos que levarão mais tempo para serem colocados em prática.

“Em vez de ter desafios anuais, tentei pensar sobre o mundo e a vida que espero em 2030 para que eu possa ter certeza de que estou focando nessas coisas ”, escreveu Zuckerberg em sua página no Facebook. Entre as grandes ideias listadas por ele: financiar “empreendedores, cientistas e líderes” millennials; desenvolver uma plataforma social focada em privacidade; desenvolvimento de produtos de realidade virtual e aumentada; e “estabelecer novas maneiras de as comunidades se autogovernarem”, como o novo conselho de supervisão de conteúdo de sua empresa.

O Facebook já trabalha na maioria das ideias de longo prazo que Zuckerberg expôs em seu post, tornando-as sem dúvida menos pessoais do que os desafios do passado. Algumas das promessas também expuseram o CEO a críticas. No ano passado, Zuckerberg decidiu “realizar uma série de discussões públicas sobre o futuro da tecnologia na sociedade – as oportunidades, os desafios, as esperanças e as ansiedades”. Em conversas relacionadas ao compromisso, o executivo falou quase exclusivamente com homens brancos.

Em 2017, Zuckerberg decidiu visitar todos os 50 estados dos EUA, uma turnê nacional que gerou rumores de que queria concorrer à presidência. Os desafios anteriores incluíram aprender mandarim e a promessa de comer apenas carne de animais que ele próprio havia matado.