Steve Wozniak fala sobre os últimos dias de Steve Jobs

Numa entrevista à rede de TV americana CBS, Wozniak relembra os primeiros tempos da Apple e diz que Jobs estava abalado com a possibilidade de morrer

São Paulo — Steve Jobs estava abalado com a possibilidade de morrer. Quem diz isso é Steve Wozniak, que fundou a Apple com ele em 1976, numa entrevista à rede de TV americana CBS.

Os dois conversaram há poucos meses, e Woz, como é conhecido, se surpreendeu com o que ouviu do amigo. “Ele tem uma mente lógica e entende – como ele mesmo já disse – que a morte é uma afirmação da vida como parte de um ciclo. Alguém que tem um pensamento saudável como esse não deveria necessariamente se incomodar com isso. Mas ele parecia muito incomodado.”

Woz, como é conhecido, fundou a Apple junto com Steve Jobs e Ronald Wayne em 1976. Wayne acabaria saindo da empresa antes de ela decolar, de modo que os nomes que ficaram associados a ela são os dos dois Steve. 

“Foi uma parceria incrível. Meu papel era construir os equipamentos. O de Steve era vendê-los. Ele estava sempre tentando levar a tecnologia a um nível mais alto. Havia muita ansiedade. Conversávamos muito sobre novas coisas que podíamos colocar nos produtos. Eu fiquei em segundo plano porque não queria chefiar a empresa. Steve foi excelente nisso. Foi, talvez, o melhor homem de negócios do mundo”, disse Woz à CBS

Desde 1981, quando sofreu um acidente de avião, Woz se afastou gradualmente da Apple. Mas continuou ligado à empresa e sempre demonstrou admiração por Jobs. Veja o vídeo com a entrevista (em inglês) abaixo.

http://cnettv.cnet.com/av/video/cbsnews/atlantis2/cbsnews_player_embed.swf