Windows 7 tem mais um ano de vida

Sistema operacional da Microsoft foi lançado em 2009 e o fim do suporte estendido está próximo

São Paulo – Lançado em 2009, o Windows 7 tem mais um ano de vida a partir de hoje. Em 14 de janeiro de 2020, chegará ao fim o período de cinco anos de suporte estendido do sistema operacional oferecido pela Microsoft. Em 2015, a empresa acabou com o suporte oficial, mas continuou a lançar atualizações e correções de segurança para o sistema.

Sem a atenção da Microsoft, novas brechas de segurança que forem encontradas no Windows 7 não serão corrigidas, o que deixa computadores e notebooks com risco de invasão e roubo de dados por hackers.

Empresas, que têm uma relação diferente com a Microsoft em relação aos usuários domésticos, poderão negociar mais tempo de suporte, mediante pagamento.

Em 2015, a Microsoft ofereceu a atualização gratuita para o sistema Windows 10. Até mesmo usuários que tinham um sistema operacional pirateado puderam fazer o upgrade sem custo. Após um ano, a empresa passou a cobrar pela instalação do novo software. Mesmo assim, apenas recentemente o Windows 10 ultrapassou a adoção do Windows 7. De acordo com a consultoria Netmarketshare, os dados de dezembro de 2018 mostram que eles tiveram parcela de mercado global de 39,22% e 36,9%, respectivamente.

Com o fim do suporte, as opções que os usuários domésticos de Windows 7 têm são comprar o Windows 10 via internet, comprar um novo notebook ou migrar para um sistema totalmente diferente, como o Ubuntu, que é gratuito e tem experiência parecida com a do Windows.