WhatsApp pode permitir pagamentos via criptomoedas

Facebook estaria desenvolvendo um tipo de criptomoeda para o aplicativo

São Paulo – O Facebook está desenvolvendo um tipo de criptomoeda para permitir pagamentos e transferência de dinheiro via mensagens no WhatsApp. As transações seriam feitas por um tipo de criptomoeda, as “stablecoins”, mais estáveis e resistentes à volatilidade que as bitcoins. A informação vem de fontes ligadas à Bloomberg.

Apesar de ter banido anúncios de criptomoedas em sua plataforma no início deste ano por considerá-los um tipo de “prática promocional enganosa”, o Facebook parece não descartar seu uso no futuro. A ideia da empresa é permitir a transferência de dinheiro dentro do serviço criptografado de mensagens do WhatsApp.

Segundo a Bloomberg, o serviço é testado e provavelmente será lançado primeiro na Índia, onde existe uma base de usuários gigantesca e um enorme mercado de remessas e transações diárias. O WhatsApp possui 200 milhões de usuários no país, que recebeu 69 bilhões de dólares (cerca de 265 bilhões de reais) em remessas somente em 2017, segundo o Banco Mundial.

Facebook aposta em Blockchain

Em maio deste ano, o Facebook criou um grupo dedicado a estudar o uso de blockchain, liderado pelo antigo presidente do PayPal, David Marcus. “Como muitas outras empresas, o Facebook está explorando maneiras de alavancar o poder da tecnologia blockchain”, disse um porta-voz da companhia em um comunicado. “Esta nova equipe pequena está explorando muitos aplicativos diferentes. Não temos mais nada para compartilhar.”

No momento, a empresa busca uma estratégia para os ativos que precisam ser mantidos para proteger o valor das “stablecoins”, e provavelmente levará um tempo até que a ideia chegue aos smartphones dos mais de 1,5 bilhão de usuários do WhatsApp no mundo todo.