Web Summit, reunião mundial de empresas da internet, se muda para Portugal

Evento foi sediado na Irlanda durante cinco anos seguidos

Os organizadores do “Web Summit”, uma conferência mundial que reúne das principais empresas do mundo da internet, anunciaram nesta quarta-feira que em 2016 deixarão Dublin para realizar o evento em Lisboa.

A reunião anual acolhe start-ups e gigantes como Google, Amazon e Facebook. Em cinco anos, o público passou de 400 para cerca de 30.000 pessoas para a edição do próximo mês de novembro.

Mas, a partir de 2016, o evento será realizado em Lisboa, cidade eleita por “suas boas infraestruturas de transporte, hotéis e seu centro de exposição capaz de abrigar mais de 80 mil visitantes” explicou o fundador da Web Summit, Paddy Cosgrave, no site oficial da conferência.

Cosgrave já havia ameaçado no ano passado organizar o evento em outra cidade que não fosse Dublin, lamentando a má qualidade do wifi nas instalações da reunião e a alta dos preços nos hotéis da capital irlandesa durante o encontro.

“Não é uma decisão simples deslocar o Web Summit de seu berço irlandês. Vamos embora porque queremos dar uma nova amplitude para nosso crescimento internacional”, justificou.

A decisão é um golpe para a economia da Irlanda, que orgulha-se de acolher centros de operações de todos os grandes nomes do Vale do Silício, atraídos por uma mão de obra anglófona e conhecedora das novas tecnologias, assim como por uma tributação favorável para as companhias cujos lucros são tributados em apenas 12,5%.

A organização de promoção do turismo na Irlanda, Fáilte Ireland, calcula que a reunião gerou cerca de 100 milhões de euros para a economia local no ano passado.