Volkswagen suspende envio de mensagens eletrônicas após horário de trabalho

"Não temos um plano no Brasil similar ao que foi fechado na Alemanha", diz porta-voz da VW no Brasil

Frankfurt – Mil funcionários da empresa automotiva Volkswagen conseguiram de seus empregadores uma trégua diária na recepção de e-mails, que não serão mais enviados para seus aparelhos Blackberry profissionais fora do horário de trabalho, informou nesta sexta-feira a companhia, número um do setor na Europa.

“Um acordo foi alcançado” com os sindicatos e a trégua diária “já está em vigor”, explicou um porta-voz da empresa à AFP.

Um porta-voz da VW no Brasil afirmou que a empresa está em “esquema de férias coletivas” entre 19 de dezembro e 3 de janeiro, razão pela qual não se notificiou oficialmente nenhuma decisão similar à tomada na Alemanha.

“Não temos um plano no Brasil similar ao que foi fechado na Alemanha”, acrescentou.

O porta-voz explicou que o serviço de troca de mensagens com os funcionários “não é uma prática usual” da empresa no Brasil.

O acordo fechado na Alemanha abrange mil funcionários da convenção coletiva do poderoso sindicato IG Metall que possuem Blackberry profissional, mas que não compõem os quadros superiores da empresa.

A pedido do IG Metall, os servidores da companhia deixarão de enviar e-mails destinados aos celulares inteligentes de seus colaboradores todos os dias das 18h15, meia hora após a saída dos últimos funcionários, até as 07h00 do dia seguinte, meia hora antes da chegada dos primeiros.

Acessório indispensável em muitas empresas, o Blackberry indica a chegada de todos os e-mails profissionais com a piscadela de uma luz vermelha, provocando em alguns a necessidade incontrolável de consultar sua caixa postal a toda hora e em qualquer lugar.

“Enquanto empresa, temos a necessidade de ter meios de comunicação modernos e os utilizamos. Por outro lado, consideramos este acordo equilibrado”, acrescentou o porta-voz.

Em novembro passado, a empresa química Henkel, outro grande grupo alemão, também decretou trégua no envio de e-mails entre o Natal e o Ano Novo.