VitrinaPRO cria app de loja virtual em poucas horas

Serviço VitrinaPRO quer que lojistas tenham aplicativo de loja virtual em poucas horas e pagando apenas 79 reais por mês

São Paulo – Um novo serviço, lançado na quinta-feira, 19 de março, quer criar aplicativos para lojas virtuais em poucas horas. O VitrinaPRO é a nova investida dos criadores do aplicativo Vitrina, um marketplace para vendas de artigos de moda.

A nova ferramenta, no entanto, quer atingir um público mais amplo. “O foco do nosso primeiro aplicativo era para que uma pessoa física pudesse vender artigos de moda para outra. O VitrinaPRO é focado em lojistas de qualquer áres. Queremos democratizar o mercado digital com uma ferramenta simples e permitir que o lojista foque no que é seu interesse: vender”, contou Saulo Martí, CEO e co-fundador.

Criar um aplicativo de comércio eletrônico não é o processo mais simples do mundo. É preciso pensar no design, fazer a programação e integrar todo o sistema com alguma forma de pagamento. São necessários, em média, alguns milhares de reais, além de semanas de trabalho para ter, finalmente, um app para uma loja virtual.

O VitrinaPRO nasceu exatamente da observação dos criadores nesse mercado. De acordo com Martí, muitos dos usuários do Vitrina diziam que eram lojistas, mas que não usavam o aplicativo para poder vender virtualmente já que não tinham um programa próprio.

“Encontramos uma brecha no mercado. Alguns serviços existentes criam lojas virtuais, mas nenhum tem foco em aplicativos. Nós sempre fomos e seremos mobile first. Vendemos pacotes do VitrinaPRO sem versão para desktop, mas nenhum deles é sem um aplicativo para smartphones”, explica Martí.

Os planos custam a partir de 79 reais por mês. Toda a manutenção do aplicativo, hospedagem e processo de inclusão nas lojas do Google ou da Apple são por conta da equipe do VitrinaPRO. Após escolher as cores do layout, mandar o nome e o logo, o aplicativo deve ficar disponível na Google Play (loja de apps do Android) em apenas três horas. No caso da App Store (loja de apps de iPhone e iPad) pode demorar até sete dias—o processo de inclusão na loja da Apple é mais burocrático e lento).

Por enquanto, o VitrinaPRO oferece apenas uma opção de layout para o app. A equipe já trabalha em mais quatro opções, disse Martí. Somando as opções à customização de cores, será possível criar centenas de designs que podem ser usados.

Monetização

O VitrinaPRO não cobrará nenhuma comissão sobre as vendas. Após o pagamento da mensalidade, o vendedor não terá de pagar mais nada ao serviço (os descontos ficam apenas por conta do PagSeguro ou do PayPal, que farão as transferências de dinheiro).

Disponível apenas no Brasil, a equipe já planeja uma expansão internacional. “O mercado latino-americano é muito parecido com o brasileiro. Esperamos expandir para a América do Sul até o final deste ano”, diz Martí. A expansão para a Europa deve ser o próximo passo, mas ainda é motivo de estudos.

Apenas dois dias depois do lançamento, a meta de cadastros já havia sido 70% atingida. “Não sei bem o que isso pode dizer. Talvez tenhamos sido conservadores nas nossas metas”, afirma Martí. Resta ver até o final do ano se todas as metas, como a expansão internacional, também serão atingidas com facilidade. Afinal, elas não parecem nada conservadoras.