Veja as coisas mais interessantes apresentadas na Google I/O

O Google usou o palco da sua conferência para desenvolvedores para mostrar o novo Android e outras novidades. Veja o que aconteceu de mais interessante

São Paulo – O Google realizou hoje a sua conferência para desenvolvedores, a Google I/O. Tradicionalmente, a empresa usa esse evento para anunciar as grandes novidades para o ano.

Desta vez, os anúncios foram desde uma nova versão do Android até um sistema operacional para internet das coisas.

Veja a seguir o que aconteceu de mais interessante na Google I/O.

Android M

Tradicionalmente, o Google mostra a próxima versão do Android durante a conferência. Não era mistério, portanto, que algumas novidades do sistema seriam apresentadas.

Também não era segredo o apelido da nova versão. O Google segue a ordem alfabética para dar nome ao sistema. Essa era a vez da letra M. O nome final do Android M, no entanto, ainda não foi revelado pelo Google.

A nova versão, de acordo com Sundar Pichai, vicepresidente da empresa, é um retorno ao básico. A versão Lollipop 5.0 trouxe uma reforma visual ousada. Era de se esperar, portanto, que o Android M trouxesse apenas pequenos ajustes. E foi nisso que o Google focou. A ideia é fazer do sistema mais estável e aprimorar a segurança e estabilidade.

Para isso, o Google irá entregar mais controle ao usuário. Ao instalar um app, será possível escolher quais autorizações o aplicativo terá dentro do sistema.

É comum instalar apps simples que pedem para acessar a lista de contatos, registro de chamadas, mensagens SMS, etc. É, de fato, importante permitir que o usuário possa recusar esses acessos sem perder a possibilidade de instalar um app.

Outro aprimoramento na segurança é a integração do sistema com leitores de impressões digitais.

(Justin Sullivan/Getty Images)

Android Pay

Com o Android M, o Google apresenta também o Android Pay. A plataforma de pagamentos virtuais chega em um momento disputado. Empresas como Apple e Samsung estão se movendo rápido nesse mercado.

O Android Pay virá instalado em smartphones de algumas das maiores empresas de telecomunicações dos EUA: AT&T, Verizon e T-Mobile estão confirmadas.

De acordo com a empresa, inicialmente serão mais de 700 mil estabelecimentos comerciais aceitando o sistema de pagamentos.

Google Fotos

O Google também aproveitou para falar sobre seu serviço de armazenamento de fotos na nuvem. O serviço em si não é novo, mas foi repaginado. Antes, ele funcionava conectado à rede social Google Plus. Agora, essa relação não existe mais.

Ele foi lançado hoje como serviço independente de armazenamento de fotos da empresa. Será possível guardar imagens ilimitadas no Google Fotos – desde que as fotos tenham, no máximo, 16 MP, e os vídeos 1080p.

Além do Android, o Google Fotos irá chegar para iOS e com uma versão web. O serviço será inteligente. Ele poderá organizar suas fotos e mostra-las em uma linha do tempo, organizadas por dias, anos e até décadas.

(Justin Sullivan/Getty Images)

Android Wear

As novidades relacionadas ao sistema para relógios inteligentes não foram muitas. Novos comandos usando gestos e a habilidade de o sistema traduzir desenhos em emojis são algumas delas.

De acordo com o Google, já são mais de 4.000 aplicativos desenvolvidos para Android Wear.

Casa conectada

Um novo sistema operacional foi apresentado, o Brillo. A ideia é fornecer um meio para a conexão entre dispositivos conectados. O Google ressaltou a importância de ter a Nest, empresa de termostatos conectados, como parte da empresa — ela foi comprada por 3,2 bilhões de dólares.

O programa de sistemas para internet das coisas terá uma certificação por parte do Google. Desenvolvedores poderão iniciar o contato com as plataformas apenas no segundo semestre de 2015.

Etc

A empresa também fez outros pequenos anúncios. O app do Cardboard (a caixa de papelão para realidade virtual usando smartphones) chegará ao iOS. Uma nova do Cardboard será capaz de encaixar smartphones de até seis polegadas.

O Google Now ficou mais inteligente. Ele é capaz de reconhecer conteúdo na tela do smartphone e caçar informações relacionadas a isso.

O Google Maps ganhará em breve busca e navegação offline.

Somando Android, YouTube, buscas e Chrome, o Google já tem mais de um bilhão de usuários.