Twitter suspende conta falsa do novo papa

Mal o novo papa havia sido anunciado, já se liam os mensagens falsas em nome do sumo pontífice

Los Angeles – O Twitter cancelou nesta quarta-feira a conta do usuário @JMBergoglio que, após a proclamação do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio como novo papa Francisco I, começou a publicar mensagens nessa plataforma em nome do sumo pontífice.

Menos de duas horas após conhecer-se a identidade do novo líder da Igreja Católica, @JMBergoglio passou a ter mais de 100 mil seguidores, um número que seguia aumentando até que o perfil foi suspenso.

Apesar de os indícios mais que razoáveis que se tratava de uma conta falsa, o Twitter confirmou ao jornal ‘Los Angeles Times’ que efetivamente os conteúdos que figuravam ali não estavam sendo postados pelo papa.

A conta oficial do papal no Twitter, @pontifex, tinha sido criada durante o período de Bento XVI no pontificado e, após sua renúncia, foi desativada.

Hoje o @pontifex voltou ao ar e seu primeiro tweet foi: ‘Habemus Papam Franciscum’.

Francisco I se tornou hoje o primeiro papa da América Latina e o primeiro jesuíta a ocupar o trono de São Pedro.