Trump humano ou Trump robô: você consegue adivinhar quem disse o quê?

Software de inteligência artificial consegue criar discursos similares aos de Trump, abrindo um novo caminho para o uso da tecnologia na política

São Paulo – Desde que o empresário Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos, ele acumulou diversas frases e comentários que podem não não condizer com falas de um presidente. Não à toa, ele já fora personagem de episódios da série animada americana Os Simpsons antes mesmo de ser presidente dos Estados Unidos.

Levando isso em conta, os fundadores do site Lawsuit.org, que tem como objetivo explicar regras e leis do ambiente digital, criaram uma inteligência artificial com características do presidente, fazendo com que sua versão robô fosse capaz de dizer frases parecidas com as ditas pela versão humana. Desenvolvida com o sistema Salesforce CTRL, que recria um modelo de linguagem de uma pessoa em forma de texto digitado, a inteligência artificial conseguiu gerar discursos que, teoricamente, poderiam ter sido ditos por Trump em diferentes ocasiões.

Os discursos falsos foram, então, misturados com os discursos reais e colocados em um teste, onde o público deve tentar adivinhar quem disse tal coisa: Trump humano ou Trump robô. De acordo com os criadores, cerca de 40% dos que responderam ao teste online – realizado com mil pessoas – acertaram todas as alternativas, enquanto os outros 60% tiveram dificuldades para diferenciar a versão digital da versão real do presidente dos Estados Unidos.

Confira, abaixo, alguns dos trechos presentes no teste e tente adivinhar se Donald Trump realmente disse tais palavras:

Primeiro trecho:

“Então é por isso que venho dizendo o tempo todo que sim, eu adoraria ganhar. Mas, garoto, esses caras querem que eu ganhe. Esses caras, porém, não falam sobre isso. Dizem: ‘Donald Trump, por favor, corra. Porque eles vão remover seus cortes de impostos, porque eles vão tirar seus cortes nas regulamentações, eles vão tirar tudo isso e francamente, realmente, coisas muito ruins vão acontecer com nosso país. Nosso país iria cair muito rapidamente. Muito rapidamente, muito, muito rapidamente. Os democratas querem voltar o relógio, que é, essencialmente, o que fizeram. Eles voltaram. Fomos muito mais à esquerda do que qualquer um poderia imaginar.”

Segundo trecho:

“Os Estados Unidos estão liderando uma coalizão muito ampla para negar aos terroristas o controle de seus territórios e populações, cortar seu financiamento e desacreditar sua ideologia perversa. Tenho o prazer de informar que a coalizão para derrotar o ISIS retomou quase 100% do território anteriormente ocupado por esses assassinos no Iraque e na Síria. Ainda há mais luta e trabalho a ser feito e para consolidar nossos ganhos. Estamos empenhados em garantir que o Afeganistão nunca mais se torne um porto seguro para terroristas que desejam cometer assassinatos em massa a nossas populações civis. Quero agradecer às nações representadas aqui hoje que se uniram a esses esforços cruciais. Você não está apenas protegendo seus próprios cidadãos, mas salvando vidas e restaurando a esperança para milhões e milhões de pessoas. Quando se trata de terrorismo, faremos o que for necessário para proteger nossa nação. Defenderemos nossos cidadãos e nossas fronteiras.”

Terceiro trecho:

“A economia está indo muito melhor do que se pensava. E acho que estamos no fundo dessa ladeira agora. Mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Nós ainda não estamos lá. Estamos a apenas um ponto de onde você gostaria que estivéssemos. Então, se você está nesta sala e está assistindo – vi coisas incríveis acontecerem durante o último curto período de tempo. Criamos mais empregos desde o dia das eleições do que qualquer governo já criou. Pense nisso. Desde o dia das eleições, adicionamos quase 4 milhões de novos empregos, incluindo 600.000 empregos na indústria. Isso é algo que ninguém pensou ser possível. É incrível. Você vê o que está acontecendo com as empresas voltando ao nosso país. Eles estão voltando. A Chrysler anunciou que está abrindo três fábricas somente em Michigan. A General Motors disse que estava reiniciando todas as linhas de produção. Eles os abriram. A Nucor anunciou planos para duas novas fábricas. Muitos deles. Todo o tipo de coisas. As empresas estão voltando, e isso é bom. Significa mais produtos fabricados aqui mesmo na América. Mais pessoas empregadas.”

O único trecho dito pela versão humana, e real, do presidente Donald Trump, é o segundo. Ainda assim, todos apresentam o mesmo modelo de fala: exaltação de seu governo, ataque aos democratas e uma frequente menção para as mentiras faladas pela mídia – um ponto que sempre ressalta em seus discursos.

Os responsáveis pela criação do teste acreditam que a inteligência artificial faz um bom trabalho em tentar criar discursos similares ao do presidente: “Embora o estilo lento de Trump provavelmente torne a diferenciação entre real e falso mais difícil do que seria para um orador mais eloquente e talentoso, os novos modelos de inteligência artificial de geração de linguagem natural de hoje atingiram um ponto crítico em sua capacidade de gerar texto falso que parece ser real”, escreveram os criadores do website.

Para tentar adivinhar qual versão do presidente é responsável por cada discurso, basta entrar neste link e fazer o teste, que está em inglês.