Trem high-tech de Elon Musk, Hyperloop chegará à China

Em entrevista a EXAME, o presidente da Hyperloop TT conta que tenta acordos no Brasil

São Paulo – A Hyperloop Transportation Technologies, empresa empenhada em tornar realidade o trem high-tech de alta velocidade Hyperloop idealizado por Elon Musk, firmou um acordo com a China para construir o primeiro sistema desse meio de transporte futurístico.

O acordo prevê a criação dos primeiros 10 km de via para o Hyperloop em Tongren, na província de Guizhou. Uma parceria público-privada viabilizará o financiamento do projeto, que conta com 50% dos recursos vindos do Tongren Transportation & Tourism Investment Group. A ideia é fomentar o turismo na região.

Bibop Gresta, presidente da HyperloopTT, disse em entrevista a EXAME que a meta é ter o sistema de Hyperloop em funcionando dentro de até cinco anos. Ele conta que a negociação com o governo chinês levou anos, mas agora foi firmada oficialmente. “Como o Brasil, a China tem um problema grande de infraestrutura e queremos resolvê-lo”, declarou Gresta.

O Hyperloop é um trem de alta velocidade que pode viajar com velocidade próxima à do som, em trechos longos de linha reta e sob condições ideais. As janelas oferecem imagens artificiais para os passageiros e a viagem acontece em túneis com vácuo. Para atingir a alta velocidade prometida, ela usa levitação magnética, evitando o atrito.

A empresa americana, que tem sede em Los Angeles, já firmou 12 acordos com governos para a implementação do projeto do Hyperloop em diferentes cidades. No nosso país, há um centro de pesquisa e desenvolvimento em Contagem, em Minas Gerais, mas ainda sem projetos estabelecidos de construção. “Brasil agora é um centro muito importante em termos de logística para pesquisa e desenvolvimento. Também falamos com governos, mas nada está assinado ainda. Mas é claro que o Brasil é um dos candidatos a receber o Hyperloop”, afirmou Gresta.

Veja também

O projeto desse trem high-tech de alta velocidade foi criado por Elon Musk, bilionário sul-africano conhecido por ser CEO da Tesla, SpaceX e um dos criadores do PayPal. Entretanto, ele é de domínio público, sem registro de patentes. As companhias interessadas tornar o veículo realidade podem fazê-lo, como é o caso da Hyperloop Transportation Technologies, que prepara a estrutura para os trens.

O foco desse meio de transporte futurístico é levar passageiros a locais distantes em pouco tempo. “O preço poderá ser definido junto aos governos, mas temos custo de implementação e operação baixos. Esse meio de transporte ajuda a diminuir a distância entre ricos e pobres”, segundo Gresta.

Veja também