Tóquio testa app que ajuda grávidas a achar assentos no metrô

Por meio do app, passageiras grávidas podem enviar uma mensagem a um sistema de usuários cadastrados e dispostos a ceder seus assentos

Tóquio – O metrô de Tóquio e duas companhias japonesas de telecomunicações começaram a testar nesta segunda-feira um aplicativo de mensagens pioneiro que tem como finalidade facilitar que mulheres grávidas consigam um assento quando usam em transporte público.

A linha Ginza será usada até sexta-feira para testar a viabilidade do “app”, que possibilita que mulheres grávidas enviem um recado através do serviço de mensagem japonês Line a usuários previamente registrados em uma conta especial que apoia a iniciativa para que cedam seus assentos se estiverem perto.

O sistema foi desenvolvido pela companhia japonesa Dai Nippon Printing, que acredita que o aplicativo ajudará àquelas pessoas que estão dispostas a ceder o lugar e não perceberam a presença de mulheres grávidas, segundo explicou em comunicado.

A grávida pode enviar uma mensagem assim que sobe no comboio, que chegará somente para aquelas pessoas que estiverem perto para que cedam o assento, no que é, segundo a empresa, o primeiro serviço do mundo destas caraterísticas.

O desenvolvimento do aplicativo ocorreu em um momento no qual o Japão enfrenta uma taxa de natalidade baixa e um rápido envelhecimento da população, e a tecnologia também pode ser usada num futuro entre pessoas idosas e com incapacidades.

“Ainda não fixamos uma data de lançamento”, disse hoje à Agência Efe uma porta-voz da Dai Nippon Printing, que por enquanto está se centrando em testar a eficácia do aplicativo e também não planeja lançar o serviço a nível internacional.