Tinder deve ganhar funções parecidas com Snapchat

Provavelmente, enquanto você procura sua metade da laranja, também deverá ser possível compartilhar situações que somem em 24 horas

São Paulo – Após as inúmeras tentativas do Facebook em copiar o Snapchat, chegou a vez do Tinder se inspirar no formato de mensagens e de vídeos efêmeros.

O aplicativo de namoro anunciou na sexta-feira, 17, a compra da startup Wheel, responsável pelo desenvolvimento de uma rede social para compartilhar vídeos que somem após 24 horas – assim como acontece na aba de Histórias, no aplicativo de mensagens Snapchat.

Sem revelar detalhes da transação, o Tinder disse que a plataforma irá integrar uma nova função que deve ser lançada no futuro.

Ou seja: provavelmente, enquanto você procura sua metade da laranja, também deverá ser possível compartilhar imagens, vídeos e mensagens às suas paqueras para sumirem em 24 horas.

O aplicativo de namoro não compartilhou seus planos com a nova empresa ou sobre as suas novas funções. Esta não é a primeira vez que o Tinder está investindo em empresas como a Wheel, no entanto: a companhia responsável pelo aplicativo de namoro comprou, em 2015, a Tappy, uma plataforma de mensagens que se autodestruíam em 24 horas.

Roda

A Wheel, enquanto isso, nasceu em 2015 com o nome de Ferris. A ideia, na época, era oferecer uma maneira para que as pessoas fizessem vídeos em seus celulares, de maneira rápida e simples.

Com o tempo, a empresa se transformou – e passou a chamar Wheel. E agora, ela trabalha com um sistema parecido com o Snapchat, no qual usa um sistema de compartilhamento de vídeos públicos e que somem depois de um tempo.