TIM e Claro vão à Anatel para tratar da suspensão

Empresas lideram o ranking de piores serviços prestados em telecomunicações

Brasília – Depois de terem suas vendas suspensas nos Estados onde lideram o ranking de piores serviços prestados, a TIM e a Claro já marcaram reuniões nesta quinta-feira com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A proibição de comercialização de novas linhas foi determinada na quarta-feira pelo órgão regulador e começa a valer na próxima segunda-feira.

De acordo com a assessoria da Anatel, executivos da Claro – que teve as vendas suspensas em três Estados, incluindo São Paulo – se encontrarão com o superintendente de Serviços Privados do órgão, Bruno Ramos, às 12h30. A TIM, que foi penalizada em 19 Unidades da Federação, tem reunião marcada para as 16h30. Além dessas duas operadoras, a Oi também foi punida em cinco Estados.

Depois do anúncio das medidas, Ramos afirmou que a expectativa da Anatel era de que as companhias do setor procurassem a agência o mais rápido possível para apresentar seus planos de investimentos e para a resolução das reclamações dos usuários. O órgão só irá liberar a comercialização de novas linhas após o cumprimento dessas obrigações. “Não é do nosso interesse que uma empresa fique muito tempo de fora de um determinado mercado, pelo contrário, queremos mais competição”, disse o superintendente ontem.