Tepco localiza vazamento na central de Fukushima

Tóquio - A Tepco, empresa que administra a central nuclear de Fukushima, detectou pela primeira vez um fluxo de água que entra no subsolo de um dos edifícios e sai...

Tóquio – A Tepco, empresa que administra a central nuclear de Fukushima, detectou pela primeira vez um fluxo de água que entra no subsolo de um dos edifícios e sai contaminada até o mar.

A água, procedente de uma montanha próxima, entra por uma passagem para tubos de canalização e chega ao subsolo do edifício que abriga a turbina do reator número um, explicou a Tokyo Electric Power (Tepco).

A empresa exibiu fotos e vídeos do problema. Também é possível ouvir um barulho idêntico ao de uma cascata.

A central de Fukushima Daiichi contém 400.000 toneladas de água repleta de césio, estrôncio, trítio e outras substâncias radioativas no subsolo ou armazenadas em quase mil depósitos improvisados após o acidente nuclear de 2011 provocado por um tsunami.

A localização dos pontos de entrada da água natural é essencial para poder deter o fluxo e evitar sua contaminação e posterior vazamento ao Oceano Pacífico.

O governo japonês anunciou na terça-feira um plano de emergência para conter o vazamento de água radioativa.