Tepco e Mitsubishi vão construir usinas termoelétricas em Fukushima

Empresas planejam construir duas usinas termoelétricas na região da instalação atômica

A proprietária da central nuclear de Fukushima, Tokyo Electric Power (Tepco), e empresas do grupo Mitsubishi vão construir duas usinas termoelétricas na região da instalação atômica, detalharam neste sábado à agência “Kyodo” fontes ligadas ao tema.

O objetivo da Tepco é construir novas centrais que gerem energia para seus mais de 35 milhões de clientes e compensar assim a suspensão das atividades de todas as suas usinas nucleares após o tsunami de 2011.

As duas novas instalações terão capacidade para gerar 500 mil quilowatts cada uma e serão erguidas próximas das cidades de Iwaki e Hirono, a 40 e 20 quilômetros, respectivamente, da central nuclear de Fukushima Daiichi.

O milhão de quilowatts que será gerado pelas duas novas usinas equivale, aproximadamente, ao que produz um reator nuclear.

As duas centrais utilizarão a tecnologia conhecida como gaseificação integrada em ciclo combinado, que emite menos poluição atmosférica e pode permitir que a operadora obtenha subsídios do governo japonês.

A Tepco espera, além disso, que o plano gere milhares de postos de trabalho.

As duas novas usinas devem entrar em operação a partir de 2020, explicaram à “Kyodo” as fontes consultadas.

Além da Tepco, participam do projeto a Mitsubishi Heavy Industries, a Mitsubishi Corporation e a Mitsubishi Electric.

O investimento total previsto é de cerca de 300 bilhões de ienes (US$ 3 bilhões), dos quais somente 10% serão desembolsados pela Tepco.