Tempestade Fernand deixa ao menos 14 mortos no México

Veracruz - Ao menos 14 pessoas morreram nesta segunda-feira em deslizamentos de terra sobre residências causados pela tempestade Fernand, já rebaixada a tempestade...

Veracruz – Ao menos 14 pessoas morreram nesta segunda-feira em deslizamentos de terra sobre residências causados pela tempestade Fernand, já rebaixada a tempestade tropical, em três comunidades do estado mexicano de Veracruz (leste), onde continua a situação de emergência provocada pelas chuvas.

“No total, são 13 óbitos causados pela tempestade tropical Fernand” no estado de Veracruz, “todos eles provocados por deslizamentos de morros sobre suas casas”, afirmou o governador Javier Duarte durante uma sessão extraordinária do sistema estatal de defesa civil por causa do fenômeno.

No estado de Oaxaca, um homem de 53 anos morreu afogado ao ser arrastado por um rio no município de Santa Maria, sobre a costa do Oceano Pacífico, disse à AFP Manuel Alberto Maza, diretor da Defesa Civil.

Um porta-voz do departamento estatal de Defesa Civil informou à AFP que o registro é preliminar, uma vez que o alerta permanece devido à continuidade das chuvas, embora o centro da tempestade já tenha deixado o local.

Treze vítimas morreram em três municípios da zona centro-norte de Veracruz, uma região banhada pelas águas do Golfo do México, onde Fernand entrou à meia-noite como tempestade tropical, embora horas depois tenha sido rebaixada para depressão.

Nove das vítimas faleceram no município de Yecuatla; três, em Tuxpan; e uma, em Atzalan, afirmou o governador.

Nessas cidades a água, que transformou algumas ruas em rios, entrou em casas e lojas, causando sérios danos materiais para seus moradores. Um desses rios, o Cazones, está 70 cm acima de seu nível crítico, informou a Proteção Civil.

O governador Duarte pediu ao governo federal que declare em estado de emergência 92 municípios de Veracruz para que seus habitantes recebam ajuda pelos danos.

A secretária de Proteção Civil, Noemi Guzmán, disse que 10 abrigos temporários permanecem ativos, onde estão 416 pessoas.

Militares foram deslocados às áreas afetadas para levar ajuda às vítimas.

As graves consequências da tempestade se deveram à velocidade com que esta depressão se tornou tempestade tropical categoria 7, considerada anormal ou atípica, afirmou o governador.

Às 16h00 local (18h00 Brasília), o centro de Fernand se encontrava na fronteira entre os Estados de Veracruz e Hidalgo (centro), com previsão de se dissipar nas próximas horas, mas ainda trazendo o risco de fortes chuvas para o nordeste, leste e centro do México.