TechCrunch entra em crise na AOL

Michael Arrington, fundador do influente blog TechCrunch, cria um fundo para investir em startups e deflagra uma crise

São Paulo — Lavar roupa suja em público parece não ser problema para Michael Arrington, fundador do influente site de tecnologia TechCrunch. Arrington está montando um fundo para investir em startups com financiamento da America Online (AOL), que é dona do TechCrunch. Como o site publica análises de empresas do Vale do Silício, a iniciativa gerou críticas pesadas.

Arrington estaria quebrando uma regra básica do jornalismo de negócios: para ter credibilidade, quem escreve sobre uma empresa não deve ter interesses nela. Essa regra é seguida em outros sites da AOL, como o Huffington Post. No entanto, numa entrevista ao New York Times, Tim Armstrong, executivo-chefe da AOL, admitiu que trata o TechCrunch como exceção. “Temos um entendimento tradicional do jornalismo, com exceção do TechCrunch, que é diferente, mas é transparente sobre isso”, disse ele. 

De fato, Arrington nunca escondeu que tem investimentos em startups, incluindo várias que são tema das análises do site. Num texto publicado nesta tarde de terça-feira, ele acusa a AOL de não respeitar uma acordo feito quando a empresa adquiriu o TechCrunch, no ano passado. O acordo daria independência editorial ao site.

Embora Arrington não cite nenhuma pessoa, ele dá a entender que a briga é com Arianna Huffington, fundadora do Huffington Post e sua superior hierárquica na AOL. Ela chegou a declarar, a noticiários como o Business Insider, que Arrington estava fora do TechCrunch. Ele dá um ultimato à AOL com duas opções: revender o TechCrunch a seus donos originais ou torná-lo totalmente independente do Huffington Post. Uma terceira opção, também mencionada no texto, é a saída dele do site.