Spotify oferece compra de ingressos do Eventbrite a partir do app

O serviço de streaming fechou uma parceria com a empresa de eventos para facilitar a venda de tickets de shows e eventos

São Paulo – Uma parceria entre Spotify e a plataforma de eventos Eventbrite promete tornar mais simples a compra de ingressos para shows e eventos. Agora, a empresa envia notícias sobre turnês via e-mail e mostra informações sobre festivais de música e concertos diretamente no serviço de streaming, bem como facilita a aquisição de tickets a partir de uma aba específica dentro do app.

As recomendações são baseadas nas preferências musicais e na localização do usuário e aparecerão na guia “Shows”, localizada dentro dos perfis dos artistas e na aba “Navegar” do aplicativo. O Spotify lançou a ferramenta “Shows” em 2015 e, desde então, envia e-mails sobre datas de turnês com base nos artistas mais ouvidos pelo cliente.

O serviço oferecido pelo Eventbrite no aplicativo do Spotify é similar ao já ofertado pela empresa Songkick, que também faz recomendações de eventos e direciona o usuário para o site onde há a venda de ingressos.

Michel Glezer, diretor de vendas do Eventbrite no Brasil, explica em entrevista a EXAME.com que a principal diferença entre as duas ferramentas é que o Eventbrite reduz uma etapa no processo de compra de tickets. “O Songkick direciona o usuário para o seu site e de lá ele vai para o site de um parceiro. Já nós levamos o cliente diretamente para a página do ingresso.”

A Ticketmaster, outra empresa de venda de ingressos, oferece o mesmo serviço em parceria com o Spotify em outros países, como Inglaterra e Estados Unidos.

Spotify e Eventbrite

Por enquanto, o usuário não pode comprar os tickets diretamente do aplicativo do Spotify, independentemente da empresa que fizer a oferta. Segundo Glezer, a Eventbrite pretende adicionar essa função, mas ainda não há uma data específica para que isso aconteça.

A plataforma de eventos já oferece a compra de ingressos dentro do Facebook em países selecionados, como Estados Unidos e Reino Unido. De acordo com a empresa, o Facebook aumentou em duas vezes a venda de ingressos na plataforma e subiu para mais de 500 mil o número de eventos publicados na rede social desde a integração entre as duas companhias.

O diretor conta que a Eventbrite tem planos de trazer esse serviço para o Brasil. “Lançamos recentemente a ferramenta na Austrália e em outros países da Europa. No Brasil, esperamos que o serviço chegue aos usuários no segundo semestre deste ano.”

Quem ganha com isso

A parceria com o Spotify promete colocar a Eventbrite no mapa dos shows musicais do Brasil. O serviço de listagem de ingressos nada mais é que marketing extra para a companhia atingir mais clientes–afinal, a plataforma de streaming já tem mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo.

“Temos investido bastante no mercado de música, principalmente a eletrônica, no Brasil”, conta Glezer. “Sabemos que os mercados de músicas pop e sertanejo são grandes no país. Assim, sem dúvida, esperamos que essa parceria com o Spotify facilite a nossa integração com os colaboradores que oferecem shows nesse meio.”

O portfólio de shows da Eventbrite ainda é limitado no Brasil, comparado a de outras empresas como Livepass e Tickets For Fun. Por isso, são poucos concertos ofertados pela companhia dentro do aplicativo. Em testes realizados por EXAME.com, shows de bandas de música gospel, como Oficina G3 e Rosa de Saron, podem ser adquiridos no Eventbrite a partir do Spotify.

Aliás, para o diretor da Eventbrite, as bandas e artistas também irão se beneficiar com essa parceria. “A oferta de ingressos irá aumentar a demanda de uma parte importante do negócio dos músicos, que é fazer shows.” O Spotify paga os artistas pelos direitos de transmitir as suas músicas e, recentemente, anunciou que irá entregar cerca de dois bilhões de dólares aos músicos nos próximos dois anos.