Spotify muda plano familiar sem alterar preço da assinatura

Spotify Premium Familiar ganhou mais recursos sem mudar o valor da mensalidade

São Paulo – Aplicativo de transmissão de músicas via internet, o Spotify mudou nesta segunda-feira (19) alguns recursos do plano de assinatura familiar. A empresa acrescentou funções às contas dos assinantes, sem alterar o preço previamente cobrado, que é de 26,90 reais ao mês.

Agora, os pais podem restringir músicas que seus filhos ouvem no aplicativo, evitando que conteúdos de teor indevido sejam ouvidos por eles – sejam músicas ou podcasts. Fora isso, quem paga a assinatura do plano agora poderá adicionar ou remover usuários do plano em uma interface intuitiva chamada de Family Hub.

Assim como acontece em contas individuais, o Spotify irá criar automaticamente uma lista de reprodução conjunta, que será feita com base nas preferências de todos os membros da família. O recurso é chamado de Family Mix e permite que a experiência sonora seja ajustada de acordo com quais usuários estão escutando a lista de reprodução em cada momento.

Vale notar que o plano Spotify Premium Familiar, como é chamado, é válido para até seis contas de usuários que vivam sob o mesmo teto. Por conta disso, quem paga a assinatura precisa manter o endereço atualizado.

As novidades anunciadas pelo Spotify devem estar disponíveis a partir de setembro deste ano.

O plano familiar do Spotify rivaliza com o oferecido pela Apple, que mantém o serviço chamado Apple Music (compatível com smartphones Android e iPhones), bem como com o vendido pela Deezer. Os concorrentes também oferecem recursos semelhantes aos que o Spotify apresentou nesta semana. A mensalidade do Apple Music, porém, é mais barata e sai por 24,90 reais para até seis pessoas.