Sony lança rival do iPhone 8 com scanner 3D

Aparelho é capaz de gravar vídeos em super câmera lenta e criar modelos 3D sem a necessidade de acessórios

São Paulo – A Sony anunciou hoje o lançamento do seu principal smartphone para as vendas de fim de ano. Chamado Xperia XZ1, ele se destaca por ter uma tecnologia de escaneamento 3D. Com isso, ele pode criar modelos virtuais tridimensionais que podem ser usados em animações em apps da marca ou mesmo impressos em impressoras 3D.

O novo produto é a aposta da Sony contra o iPhone 8, que deve chegar ao mercado até o fim deste ano no Brasil, bem como contra o Galaxy Note 8, o LG G6 e o Moto Z2 Force.

O XZ1 foi a principal atração da Sony para a feira de tecnologia IFA, que ocorreu no início do mês. Apesar do tempo do anúncio do produto para o Brasil ser de menos de um mês em relação à apresentação global, o smartphone estará à venda somente a partir da segunda quinzena de outubro e disponível nas cores preto, azul e rosé.

O preço sugerido do XZ1, que tem processador Snapdragon 835, 4 GB de memória RAM, 64 de armazenamento interno e câmeras de 19 e 13 megapixels, é de 3.799 reais.

O scanner 3D na câmera de 19 megapixels do smartphone é o seu principal diferencial no mercado.

O design do produto permanece parecido com o usado pela fabricante nos últimos anos, apesar de estarmos no ano das telas infinitas.

Xperia-XA1-Premium XZ1: design permanece com bordas a pedido dos consumidores, diz Sony

XZ1: design permanece com bordas a pedido dos consumidores, diz Sony (Lucas Agrela/Site EXAME)

A Sony também permite que você compartilhe os resultados em redes sociais, o que ajuda a tornar a tecnologia mais inclusiva.

O recurso coloca o seu eu virtual nos efeitos animados criados pela fabricante. Eles colocam você para dançar em um ambiente simulado ou em bonequinhos de realidade aumentada, que podem ser projetados sobre qualquer cenário do mundo real. É uma função para a diversão durante um encontro com amigos ou uma festa.

A Sony informou que analisa a possibilidade de fazer parcerias com empresas que imprimem modelos 3D, mas não tem nada confirmado ainda. O consumidor, então, precisa recorrer a alguma companhia que trabalhe com isso ou ter uma impressora 3D em casa (ou seja, quase ninguém) para ter os modelos virtuais como miniaturas reais.

O processo de captura tridimensional é um tanto demorado. Você precisa circular ao redor de uma pessoa para obter um modelo da sua cabeça, por exemplo. O vídeo de divulgação a seguir mostra como funciona isso.

 

Outro recurso que merece menção e é um dos diferenciais do XZ1 em relação à concorrência é a possibilidade de gravar vídeos em super câmera lenta. Enquanto alguns celulares filmam em até 240 quadros por segundo, o da Sony capta 960 fps. Com isso, a qualidade das gravações é a melhor do mercado, segundo os testes do INFOlab.

Quanto aos demais smartphones anunciados na IFA deste ano, o XZ1 Compact e o XA1 Plus, a Sony não se pronunciou.