Sonhado iCar chega enquanto Apple enfrenta concorrentes

Consumidores poderão escolher entre vários veículos que incorporam funções do iPhone, usando Siri para a navegação, mensagens de texto, e-mails e música

Los Angeles – Enquanto Steve Jobs lamentou não ter feito um iCar, a Apple Inc. foi durante anos ambivalente sobre a indústria automobilística. Agora está disputando espaço com Microsoft Corp, BlackBerry Ltd. e Pandora Media Inc.

Até o final do ano, compradores de carros poderão escolher entre vários veículos que incorporam funções do iPhone da Apple, usando o comando de voz Siri para a navegação, mensagens de texto, e-mails e música. Deslocar concorrentes em automóveis pode ser mais difícil do que em computadores desktop ou telefones celulares, já que o gigante da tecnologia enfrenta desafios, incluindo temperaturas extremas, cabines ruidosas e ciclos de produtos longos.

“É impossível superestimar a dificuldade de integrar bem um sistema de software externo em um veículo”, disse Eric Noble, presidente da consultora da indústria Car Lab. “Sistematicamente, Silicon Valley não reconhece isso”.

A Apple, maior empresa de tecnologia do mundo em valor de mercado, quer ganhar força já que as montadoras lutam para equilibrar as demandas dos clientes com preocupações de segurança. QNX Software Systems, da BlackBerry, e Microsoft são os principais fornecedores de software de sistema operacional automotivo, de acordo com a pesquisadora IHS iSuppli, enquanto a Pandora é o principal serviço de streaming de música para automóveis.

Sabendo que muitos consumidores já usam iPhones como substitutos baratos para sistemas de navegação incorporados, as montadoras estão trabalhando para incorporar a tecnologia da Apple para minimizar a distração do motorista e aumentar a satisfação do cliente. Siri, da Apple, já está embutido no Chevrolet Spark e no Sonic da General Motors Co., onde ele já recebeu mais críticas do que elogios.

Siri instalado

Esses modelos utilizam o sistema operacional iOS 6 da Apple, no painel, no núcleo do som do carro, eliminando a necessidade de dispositivos de navegação separados.


Não é completamente satisfatório, disse Ron Montoya, editor para orientação ao consumidor da Edmunds.com, um serviço de dados automotivos de Santa Monica, Califórnia, que tem testado o sistema Siri habilitado no Chevrolet Spark.

“Funciona bem o suficiente para algumas coisas. Mas eu pessoalmente acho que o Siri não funciona completamente bem”, disse Montoya em entrevista por telefone. “Ele, frequentemente, não reconhece a minha voz”. O sistema da Apple, habilitado em carros subcompactos da GM, não foi tão útil para navegação e outras funções como os sistemas que outras montadoras já oferecem, disse Montoya.

“O Siri não foi projetado para o carro, onde a cabine é muitas vezes barulhenta”, disse Chris Schreiner, diretor de pesquisa para a consultoria Strategy Analytics Inc. e ex-engenheiro de serviço de telemática da OnStar, da GM. “As montadoras regulam sistemas de voz para cada carro. Esperar que o Siri trabalhe no mesmo nível em todos os veículos não é prático”.

Foco chave

O próximo software da Apple iOS 7 será totalmente integrado nos modelos feitos pela GM, Honda Motor Co., Nissan Motor Co. e Hyundai Motor Co., disse a Apple, no mês passado. Os ícones familiares nos iPhones e iPads vão migrar para a tela do console central dos carros.

“É algo que as pessoas querem e eu acho que a Apple pode fazer isso de uma forma única e melhor do que ninguém”, disse o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, em 23 de julho, em uma teleconferência. “Para nós, é um foco importante”.

Carro dos sonhos

Embora Jobs, que morreu em 2011, fosse frio com a indústria, ele era apaixonado por carros. Mickey Drexler, membro do conselho da Apple e executivo-chefe da empresa de indumentária J. Crew Group Inc., disse, no ano passado, que Jobs queria tentar projetar um carro e se arrependeu de não tê-lo feito.

“O sonho de Steve era desenhar um iCar”, disse Drexler, em maio de 2012, em uma conferência Fast Company, em Nova York.

A abordagem da Apple mudou, disse Cook, que descreveu os aplicativos de automóveis como outra parte do “ecossistema” da empresa. “Assim como a App Store é uma parte essencial do ecossistema, o iTunes e todo o nosso conteúdo são fundamentais, como os serviços que prestamos de mensagens para o Siri e assim por diante, ter algo no automóvel é muito, muito importante”, disse Cook.