Solução do Twitter quer servir de alternativa às senhas

O sistema funciona como os logins de apps de mensagens, que exigem um número de telefone e um código recebido por SMS

O Twitter realizou nesta quarta-feira a primeira edição da Flight, conferência voltada para desenvolvedores de soluções mobile. E além de apresentações técnicas ministradas por seus engenheiros, a empresa aproveitou para apresentar ferramentas como a Digits, uma possível  substituta às senhas tradicionais e parte do pacote Fabric.

De acordo com o TechCrunch, o serviço é voltado para quem tem interesse em incluir opções de login sem senhas nos próprios aplicativos. Ele adiciona aos programas o mesmo sistema de acesso usado por mensageiros como o WhatsApp ou Facebook Messenger, que permitem ao usuário criar uma conta usando apenas o número de telefone e um número recebido por SMS.

O sistema serve mais ou menos como a tela de login dos apps em que é inserido, e faz esse papel de enviar códigos por mensagem e aceitá-los quando o usuário informá-los.

Segundo a reportagem do site, ele também poderá ser usado em versões online, acessadas pelo navegador no computador, visto que a API web será disponibilizada até dezembro. Além disso, a ferramenta também ajudará a encontrar contatos por perto que usem o mesmo aplicativo, criando uma espécie de rede social.

Mas para quê? – Na apresentação e no site para desenvolvedores, o Twitter cita alguns bons motivos para usar a alternativa a senhas. O primeiro envolve usuários de países em desenvolvimento, que podem ter no smartphone o único computador de casa e no telefone a única forma de contato – e por vezes nem ter um e-mail, como lembrou o The Verge. “Números de telefone são a identidade primária nas áreas de maior crescimento em mobile”, diz a página, referindo-se aos mercados emergentes, donos de 70% da “população mobile”.

Outro ponto envolve a praticidade para os dois lados, do desenvolvedor e do consumidor. “Quando os usuários esquecem o que usaram para acessar seu aplicativo – e-mails, nomes de usuários ou senhas –, você pode perder clientes”, escreve a empresa na página oficial.

Uso da solução – Para implementar o Digits em uma aplicação, é preciso inserir algumas novas linhas de código à fonte, como ressalta o Twitter. Feito isso, o programa já poderá usar a infraestrutura da empresa para enviar as mensagens aos usuários. Aliás, apesar de gerar a suspeita (graças ao Facebook), essa conexão ligará a rede social ao aplicativo, mas não necessariamente permitirá que os apps publiquem no feed do usuário.

O serviço deve estar disponível ainda nesta quarta-feira em 216 países e 28 idiomas. Para conseguir acesso a ele, no entanto, é preciso entrar na fila do Fabric por aqui e ser avisado por e-mail quando sua vez chegar. A demanda está bem alta, como afirma a empresa na mensagem, então pode ser que isso demore um pouco.