Snapchat aposta em parcerias e novo app para Android para crescer

Snap pretende ampliar suas fronteiras com novos projetos para o aplicativo, mas enfrenta rivalidade do Facebook por todos os lados

São Paulo – Em termos de inovação no mercado das redes sociais, a concorrência têm muito a agradecer pela popularidade do Snapchat , que fez muito sucesso entre 2014 e 2016: o aplicativo de troca de mensagens por foto, lançado em 2011, deu início à febre das conversas por fotos e vídeos curtos – snaps – que somem após serem visualizados. Junto, vieram os stories, que ficam no ar por apenas 24 horas.

A tendência de uso era puxada por jovens e celebridades. O aplicativo se tornou rapidamente obsoleto conforme redes sociais maiores – como Instagram, WhatsApp, Messenger, Facebook – se apropriaram de seu formato efêmero. Primeiro, os stories apareceram no Instagram. Depois, estavam em todos os demais apps que pertencem à empresa de Mark Zuckerberg.

Com a rivalidade do Instagram, o crescimento do Snapchat diminuiu em 88%; desde então, vem tentando participar de outros setores da indústria cultural. Em recente parceria com o aplicativo Tinder, este último permite que os usuários postem stories em seu perfil: ao gravarem algo para o Instagram, existirá a opção “Meu Story do Tinder”, assim que ambas as contas estiverem conectadas.

Além de buscar parcerias, a Snap também aposta em uma nova versão do seu aplicativo para smartphones Android. Ele é 25% menor do que o atual e é 20% mais veloz na sua execução. Logo após o lançamento da atualização para Android, o número de usuários aumentou 6% entre as pessoas que possuem celulares mais lentos do que o iPhone.

O desenvolvimento dessa atualização é um dos principais fatores que fez com que o número de usuários no primeiro trimestre de 2019 aumentasse 2% em relação ao último trimestre de 2018, resultando em 190 milhões. O crescimento é modesto em relação ao último trimestre de 2018, quando o aplicativo tinha 186 milhões de usuários ativos diariamente.

Em uma nota liberada juntamente com o último relatório financeiro da empresa, o CEO Evan Spiegel ressaltou que o Snapchat pretende expandir sua comunidade. “Existem bilhões de aparelhos Android no mundo que agora têm acesso a uma experiência melhorada no Snapchat, e nós esperamos ansiosamente para aumentar nossa comunidade Snapchat nos novos mercados”, escreveu Spiegel. O desafio agora é o mesmo de todo aplicativo de rede social: tornar o Snapchat um competidor relevante no mercado de redes sociais. A empreitada não é fácil.

O número combinado de usuários do Facebook Story com o de stories do Messenger é de 300 milhões, segundo dados divulgados pela empresa em setembro de 2018. O Instagram Stories tinha 500 milhões de usuários diários, segundo dados de janeiro deste ano, e o WhatsApp Status tinha 450 milhões de usuários no segundo trimestre do ano passado. Para superar o número de usuários da menor plataforma de fotos e vídeos efêmeros do Facebook, o Snapchat terá que conquistar, ao menos, mais 110 milhões de pessoas.