Smartphone transparente pode vir do cinema para as lojas

O smartphone transparente visto em filmes como “Homem de Ferro 2” e “Shanghai Calling” pode virar realidade ainda neste ano

São Paulo — Quem assistiu a filmes como Homem de Ferro 2 e Shanghai Calling certamente ficou intrigado com os smartphones transparentes vistos neles (veja os vídeos nas próximas páginas). São efeitos visuais criados no computador, é claro. Mas a tecnologia para a fabricação de telas transparentes já existe. E é possível que ela venha a ser empregada em smartphones ainda neste ano.

A notícia mais recente sobre isso vem da empresa taiwanesa Polytron, uma subsidiária da americana Politronix. Ela fabrica vidros opacos para janela que se tornam transparentes quando recebem tensão elétrica. Também produz painéis luminosos com LEDs incorporados a lâminas de vidro.

A Polytron diz que tem tecnologia para produzir tela e outros componentes transparentes para smartphones. A empresa vem trabalhando, também, num protótipo de tablet transparente. E o fato é que telas transparentes não são tão novas assim. 

Já em 2010, na feira CES, em Las Vegas, a Samsung exibiu um laptop com tela AMOLED com 40% de transparência. Outros protótipos, de diversos fabricantes, têm aparecido em feiras de tecnologia nos últimos anos. A tela da Samsung permite ver os objetos atrás do notebook enquanto as imagens aparecem sobrepostas.

Isso é impressionante, mas não muito prático. A transparência torna a tela confusa, já que as informações exibidas nela se mesclam, visualmente, com o que está atrás. Esse pode ser um dos motivos porque ainda não apareceu nenhum produto comercial com uma tela assim.

Além disso, num smartphone, a bateria geralmente ocupa boa parte do espaço atrás da tela. E ainda não surgiu uma bateria transparente no mercado. É certamente possível fabricar uma placa eletrônica de acrílico transparente, mas os chips montados nela continuariam sendo opacos.


Microfones, alto-falantes e câmeras também não seriam transparentes. Em resumo, se um smartphone no formato habitual for construído dessa forma, ele será bastante diferente daqueles do cinema. Em vez de ver o que está atrás do aparelho, como nos filmes, o usuário verá os componentes internos dele. 

Ainda assim, fotos divulgadas pela Polytron mostram um dispositivo quase totalmente transparente, com alguns poucos – e pequenos – componentes opacos, incluindo duas minúsculas baterias de relógio. Mas não se trata de um smartphone completo, é claro. Aquele é só um arranjo para mostrar que a tecnologia é viável.

O objetivo da Polytron é atrair algum fabricante interessado em comprar sua tela transparente. Sua proposta é concentrar todos os componentes opacos numa área abaixo da tela. Essa parte teria cobertura opaca, enquanto o restante ficaria transparente. Veja o dispositivo de demonstração neste vídeo (em inglês) do site Mobile Geeks:


Agora veja o smartphone de Tony Stark no filme Homem de Ferro 2:

E este é o trailer de “Shanghai Calling” (em inglês), onde um smartphone transparente pode ser visto brevemente cerca de 1 minuto após o início do vídeo: