Site expõe seu e-mail, endereço e celular na internet

Seus dados pessoais estão públicos na internet, ao alcance de uma pesquisa

São Paulo — Já imaginou se qualquer pessoa pudesse ter acesso aos seus dados pessoais, como onde você mora ou qual é o número do seu celular? Um novo site mostra exatamente isso para qualquer internauta interessado–tudo sem a sua devida autorização e se apoiando sobre uma lei referente a listas telefônicas. A página em questão é a telefone.ninja.

Basta fazer uma pesquisa no site pelo nome completo da pessoa sobre a qual você quer saber os dados e clicar sobre o nome dela na página de resultados. Em alguns casos, o endereço de e-mail da pessoa também é mostrado.

O número de consultas no site é limitado. Após cerca de dez pesquisas, você tem acesso restringido por alguns dias. Entretanto, com o uso de outro dispositivo e ponto de internet, você pode fazer mais consultas.

O site fica hospedado nos Estados Unidos e seu domínio está vinculado a uma empresa chamada Bytecode Tech Inc, sob administração de um cidadão chamado Ricardo Torres, que mora em SP, segundo o registro da URL.

A essa empresa também estaria vinculada mais dois sites: o ConsultaSócio e o EmpresasCNPJ.

De acordo com o jornal O Dia, o site telefone.ninja também é usado para captar informações por meio de técnica chamada phising.

Quem quiser remover seus dados dessa ferramenta de busca pode fazer isso pesquisando seu próprio nome e abrindo sua página de dados para encontrar a opções de remoção na parte inferior da interface.

Privacidade

Para divulgar as informações no site, a empresa por trás dele indica que seu serviço é legal ao se apoiar sobre artigos da lei geral de telecomunicações, como este: “Será livre a qualquer interessado a divulgação, por qualquer meio, de listas de assinantes do serviço telefônico fixo comutado destinado ao uso do público em geral”, artigo 213, de 1997.

Porém, a companhia nem sequer menciona o artigo 7ª do Marco Civil da Internet, que assegura ao cidadão brasileiro o não repasse de informações a terceiros, salvo mediante consentimento livre, de acordo com a lei.

“Esse tipo de site precisa ter mais transparência sobre as fontes dessa lista de dados pessoais. Ele informa que sua base vem das empresas de telecomunicação, mas não informa de maneira taxativa a origem”, disse em entrevista a EXAME.com Caio César Carvalho Lima, especialista em direito digital e sócio do escritório Opice Blum Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados, que acredita que a lei ainda precise de adaptações para proteger informações pessoais na web. “Esse caso reforça a necessidade de uma lei geral de privacidade de proteção de dados no país, já temos inclusive projetos em avaliação. Temos que ter um claro limite do que pode ou não ser disponibilizado para tranquilizar empresas e clientes.”

O outro lado da história

O SindiTeleBrasil (sindicado das operadoras de telefonia brasileiras) informou o seguinte quando questionada sobre a oferta pública de dados de clientes de operadoras: “As prestadoras de serviços de telecomunicações atendem a todas determinações legais vigentes, dentre as quais destacamos aquelas constantes na Lei Geral de Telecomunicações e no Marco Civil da Internet. Ressaltamos ainda que, diferentemente de outras empresas, as prestadoras de serviços de telecomunicações não exploram comercialmente os dados de seus usuários, tanto na sua utilização como contrapartida à prestação de serviços quanto na comercialização direta dos mesmos a terceiros”.

EXAME.com tentou, sem sucesso, contato com a equipe do site por meio do e-mail informado em sua página de contato. A redação também contatou o com o Ministério Público de São Paulo, que encaminhou a solicitação de resposta para o promotor do Núcleo de Suporte à Investigação de Delitos Cibernéticos, Paulo Marco Ferreira Lima. Caso hajam novidades dessas fontes, a reportagem poderá ser atualizada.

*Atualização: A matéria foi atualizada com respostas do SindiTeleBrasil e do Ministério Público de São Paulo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ViP Berbigao

    Pelo amor dos nossos filhinhos isso é para q as pessoas insiram informações na base deles. Não sejam ingenuos de por telefone e email que é armadilha… Exame fazendo esse desserviço público… ou não???

  2. ANTONIO CAMPOS

    Exame, por favor tirem esse artigo do ar. O site Telefone.Ninja é usado para roubo de informações e arquivos pessoais!!!!! http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2017-06-05/policia-alerta-para-nova-fraude-na-internet.html

    1. ANTONIO CAMPOS

      Como vocês têm coragem de divulgar um site desses???????????

    2. Também não coloquem seus dados no http://www.tudosobretodos.com Esse ainda mostra a rede social de vocês e os parentes.

  3. Gabriel Brant

    Nenhum outro é tão atualizado e eficaz, com relação aos dados (telefone, e-mails, endereço, redes sociais, interesses e etc.) de um usuário e como contatá-lo, como a plataforma e app Callbex. E, principalmente, mediante ação do próprio interessado e respeitando a privacidade que o mesmo desejar manter. É inovação e Tecnologia de Ponta bem aplicadas. Callbex – uma real RedeDeContatos.

  4. Adeus sossego, e respeito nenhum pela privacidade!!!…Temos espiões, é prakabá mesmo…..afffffff

  5. Que coisa nojenta essa reportagem da EXAME.
    Fazem um estardalhaço na machete para uma coisa que todo internauta já faz de maneira corriqueiro usando o Google.
    Fiz o teste.
    Ele simplesmente te da dados já existente na internet, que você pode achar tranquilamente de outras formas usando o Google.
    O único objetivo dessa reportagem e ter visualizações, e nada mais.

  6. Ivanberg Moreira

    Lei Geral de Telecomunicações (Lei n° 9.472/97)
    Art. 3° O usuário de serviços de telecomunicações tem direito:
    VI – à não divulgação, caso o requeira, de seu código de acesso;

    Art. 213. Será livre a qualquer interessado a divulgação, por qualquer meio, de listas de assinantes do serviço telefônico fixo comutado destinado ao uso do público em geral.


    Ou seja, por padrão e por lei, os dados (nome completo, endereço, email e numero telefone) podem ser divulgados livremente. A não ser que solicitemos explicitamente para não divulgar.

    Pior faz o Serasa, que VENDE nossas informações desde sua existência.

  7. paulo nascimento

    Os dados utilizados para registro do domínio são:
    Registrant Name: ricardo torres
    Registrant Organization: bytecode tech inc
    Registrant Street: al rio negro 545
    Registrant City: SAO PAULO
    Registrant Postal Code: 06454001
    Registrant Country: BR
    Registrant Phone: +55.137458745
    Registrant Email: cnpjbrasilcontato@gmail.com

    O mesmo registro é utilizado para o site de pesquisa sobre informações de empresas (cnpj.ninja). Tá na cara que isso é golpe e não serviço.

  8. Deve ser o mesmo dono daquele http://www.tudosobretodos.com
    Ao menos não mostram as redes sociais como no outro.