Sistema veicular inteligente detecta motorista bêbado e o impede de dirigir

Sensores no volante analisam embriaguez do condutor

Um novo sistema veicular inteligente detecta se o motorista está embriagado e, se o resultado for positivo, não será possível ligar carro. O AlcoStop foi criado por três estudantes do Instituto Tecnológico de Cintalapa, no México, que buscam reduzir a quantidade de acidentes e mortes no trânsito por causa do álcool. Segundo dados do Instituto Nacional de Estadística Geografía e Informática do país, mais de 340 400 acidentes desse tipo ocorreram entre os anos de 2003 e 2012.

A tecnologia do AlcoStop funciona com sensores localizados no volante do veículo, que analisam o suor do motorista para detectar o nível de álcool no sangue. Se for identificada a embriaguez, outra pessoa terá que assumir a condução e uma nova análise será feita pelos sensores para que seja possível dar partida no veículo.

“O ideal é que a pessoa compre e instale por conta própria. É praticamente como um alarme de carro voltado à detecção de álcool”, de acordo com a professora Karla Isabel García, coordenadora do projeto. O sistema veicular tem “baixo custo” de implantação e pode ser adotado por qualquer pessoa ou empresa do ramo de transportes.

Agora, os estudantes trabalham na melhoria dos sensores para que eles funcione bem mesmo em pessoas que têm níveis baixos de suor. A meta é finalizar o projeto do AlcoStop ainda em 2015 e fornecer a tecnologia para outras empresas.