Sistema de Internet das Coisas da Huawei já equipa wearables

LiteOS equipa os wearables, como a smart band TalkBand, além de componentes e sensores de smartphones

São Paulo – Anunciado nesta semana, o sistema operacional de Internet das Coisas (IoT) da Huawei, o LiteOS, já tem certa maturidade: ele já é utilizado em produtos da empresa.

Segundo informou a companhia, a plataforma equipa os wearables, como a smart band TalkBand, além de componentes e sensores de smartphones. Mas a fornecedora chinesa garante que o software nunca será limitado a aparelhos da própria marca.

“A nossa estratégia chave é construir um ecossistema, então estamos fazendo parceria com fornecedores da camada de aplicativos”, declara o CTO da divisão de Enterprise da Huawei, Wu Chou.

A chave para o sucesso do LiteOS, no entanto, será a quantidade de parcerias que a Huawei terá. A companhia acredita que, ao oferecer o sistema com código aberto, atrairá desenvolvedores a embarcar na iniciativa.

“Oferecer um sistema open source assim é raro, geralmente é coisa de um bando de hackers”, brinca Chou. E ele garante que a fornecedora também não irá fechar o ecossistema por meio de uma loja de aplicativos exclusiva.

“Em algumas indústrias, se o cliente não propor e não tiver parceiro para o follow-up, a Huawei poderá usar uma demonstração com aplicações, mas não vamos pegar apps para vender ao mercado”, declarou o executivo.

O LiteOS também terá compatibilidade com outros sistemas, até para facilitar a interação com smartphones e outros wearables. “Podemos dar suporte ao Google Wear, e o Huawei Watch suporta o Google Gear”, explica Chou.

A ideia é que o software seja extensível, capaz de ter linhas de código adicionadas para incluir protocolos e funcionalidades.

Mas o executivo explica que a segurança do sistema não diminui com isso. “Trabalhamos muito para ter segurança, temos algumas proteções em linhas de informação core.”

De qualquer forma, a Huawei também oferece solução de proteção para IoT na camada de gateways, que também foi anunciada nesta semana, durante o Huawei Network Congress 2015, em Pequim.