Serviço recompensa usuários que realizam exercícios físicos

Fundador do Boo Box lança projeto Mova Mais, programa de benefícios para quem pratica atividades físicas

As lojas de aplicativos possuem hoje uma infinidade de programas que monitoram exercícios físicos, mas que pouco fazem para estimular os usuários a manter o ritmo – além de oferecer medalhas e outras bugigangas virtuais. Para resolver isso, o empreendedor brasileiro Marco Gomes, fundador da boo box, lançou nesta sexta-feira (29) o projeto Mova Mais, que promete incentivar as pessoas a se exercitar diariamente com recompensas em um programa de benefícios.

Fundada em 2014, a Mova Mais ganhou uma versão beta em maio deste ano. A ideia surgiu no final de 2013, depois que Gomes percebeu a falta de incentivo dos apps para que as pessoas façam atividades físicas. “Pensei em unir as duas coisas, pessoas mais ativas e incentivar para mantê-las assim”, diz Gomes, cofundador da Mova Mais, em entrevista a INFO.

No ano passado, 20 mil pessoas realizaram o pré-cadastro no Mova Mais via web. Mas foi só a partir desta semana que elas começaram a acumular pontos com as atividades físicas. Depois do lançamento, o serviço teve mais de 2 000 inscrições em um período menor que 24 horas, de acordo com informações da Mova Mais. Segundo Gomes, a expectativa é atingir 50 000 usuários nas próximas semanas.

A plataforma funciona no segundo plano do celular, e extrairá os dados de apps de saúde como RunKepper, Map My Run e Strava, todas parceiras do projeto. Desse modo, o usuário precisa apenas permitir a coleta de dados do Mova Mais no programa utilizado.

Para acumular pontos, o usuário precisa fazer 30 minutos de atividades físicas por dia. Caso ele mantenha uma sequência de vários dias, ganhará pontos extra. No entanto, após três dias sem monitorar suas atividades, o usuário perde esse “combo”.

Mas um ponto chave do projeto ainda está faltando. Por ora, a startup não tem parcerias com empresas que ofereçam os supostos benefícios aos usuários, justamente o diferencial anunciado por Gomes. “Esperamos firmar parcerias nos próximos meses, por enquanto, vamos alinhar os algoritmos para acumular os pontos”, afirma o empreendedor. Por isso, nos próximos meses, os usuários ainda não terão a possibilidade de utilizar das vantagens que o Mova Mais promete.  Além disso, ele já adianta que existirá um mínimo de pontos para os usuários acumularem antes de sacar os benefícios.

No Brasil, no último ano, os aplicativos dedicados a exercícios físicos tiveram um crescimento de 5% nos smartphones, segundo dados do relatório mHealt realizado pela Mobile Ecosystem Forum (MEF) e a empresa de segurança AVG. Outro dado da mesma pesquisa é que 26% dos brasileiros utilizam apps de saúde para monitorar suas atividades físicas.