Sentença de Bradley Manning será anunciada amanhã

Washington - A juíza militar Denise Lind anunciou que a sentença contra soldado Bradley Manning pelo vazamento de mais de 700.000 documentos secretos ao Wikileaks...

Washington – A juíza militar Denise Lind anunciou que a sentença contra soldado Bradley Manning pelo vazamento de mais de 700.000 documentos secretos ao Wikileaks será divulgada nesta quarta-feira às 10h locais (11h de Brasília), segundo afirmaram hoje organizações presentes na audiência.

Manning, que foi declarado culpado de 20 acusações, entre elas violações da lei de espionagem e roubo de informação governamental, pode ser condenado a um máximo de 90 anos de prisão.

A promotoria pediu ontem que o ex-soldado seja sentenciado a 60 anos de prisão ao considerar que Manning merece passar a maior parte do resto de sua vida na cadeia.

Já a defesa disse que o ex-soldado não deve passar mais de 25 anos detido, tempo que será necessário para que os documentos que divulgou não sejam mais considerados confidenciais.

O complexo processo judicial realizado no tribunal militar de Fort Meade (Maryland) começou com as vistas preliminares em dezembro de 2011, enquanto o julgamento começou em junho e terminará amanhã com a leitura da sentença.

Manning, que serviu no Iraque como analista de inteligência em 2009 e 2010, vazou, segundo confessou no julgamento, centenas de milhares de documentos das guerras neste país e no Afeganistão e mensagens diplomáticas do Departamento de Estado, que foram publicadas pelo Wikileaks.

A questão abriu um debate mundial sobre o papel dos Estados Unidos no mundo e sobre as injustiças cometidas na guerra contra o terrorismo após os atentados de 11 de setembro de 2001.

Manning, que pediu perdão pelo prejuízo causado aos Estados Unidos, não foi acusado de “ajuda ao inimigo”, que poderia siginifcar uma condenação à prisão perpétua.