Diferentemente dos concorrentes, Apple não lançará iPhone com 5G

Para o investidor de empresas de tecnologia, Gene Munster, lançar rapidamente o suporte à nova conexão móvel não é o ideal

São Paulo – A Apple não deve lançar um iPhone com 5G neste ano e, na visão do investidor de empresas de tecnologia Gene Munster, esse é mesmo o melhor a ser feito. Apesar de empresas como Motorola e Samsung já possuírem smartphones com suporte para a nova conexão, ela ainda está em estágio inicial e só deve atingir 70% de adoção em 2021 ou 2022, afirmou Munster em entrevista para a emissora norte-americana CNBC.

“A empolgação é inevitável. A melhor abordagem sobre isso é, de fato, a da Apple. Ela tem um ciclo de lançamento do iPhone para se beneficiar disso. Além das suas iniciativas de realidade aumentada e saúde”, afirmou o fundador da empresa de capital de risco Loup Ventures.

Munster recomenda paciência aos investidores animados com o 5G. Para ele, a Apple não irá ficar para trás na corrida pela nova conexão, ela apenas adota uma postura mais sustentável quanto à novidade.

Na semana passada, em nota para investidores, o analista da UBS Timothy Arcuri escreveu que cresce o potencial de a Apple não conseguir lançar um iPhone com 5G em 2020, o que deixaria a adoção da tecnologia para o ano seguinte.