Seca em MG deixa 160 municípios em situação de emergência

Cento e sessenta municípios de Minas Gerais estão em situação de emergência por causa da seca

Cento e sessenta municípios de Minas Gerais estão em situação de emergência por causa da seca. De acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil do estado, o quadro de seca vem desde o começo do ano em alguns municípios.

Em função do fenômeno climático, aumentou os focos de incêndio na região. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), só em outubro foram registrados, até a metade do mês, 3.553 focos. Em 2014, esse número já chega a 10.646.

Além dos focos de incêndio, a seca em Minas Gerais prejudica a qualidade do ar e compromete o abastecimento de água. É o caso de Formiga, o município está sob estado de calamidade pública desde terça-feira (14). Hoje (17), a prefeitura decidiu suspender as aulas nas escolas municipais a partir de segunda feira (20) por causa do precário abastecimento de água na cidade.

Para amenizar o problema de falta de água no município, a prefeitura de Formiga restaurou o poço artesiano localizado na antiga indústria Santa Rita, que fica as margens da Rodovia MG-050. O poço tem uma vazão de 30 mil litros de água por hora e abastecerá os caminhões-pipa a fim de atender parte da cidade.

O prefeito Moacir Ribeiro disse, por meio de nota, que o momento é de calamidade e pede o apoio da população. “Estamos enfrentando uma seca histórica em Formiga. O nível da vazão de água nunca esteve tão baixo no Saae [Serviço Autônomo de Água e Esgoto]. O momento é realmente de calamidade.

É hora de unirmos forças para enfrentarmos esta situação. A administração municipal está fazendo todo o possível para minimizar os impactos da seca sobre a população de Formiga. Contamos com o apoio, a união, a compreensão, a solidariedade e a paciência de todos os formiguenses”.

Editor Aécio Amado