Samsung Galaxy S7 é vulnerável a ataques hackers, dizem pesquisadores

Empresa disse que fez atualizações de segurança para proteger aparelhos em janeiro, seguido por atualização de software em julho

Londres – Os celulares Galaxy S7 da Samsung têm uma falha na segurança dos microchips descoberta no começo deste ano, que deixou dezenas de milhões de aparelhos vulneraveis à espionagem de hackers, disseram pesquisadores à Reuters.

O Galaxy S7 e outros celulares da Samsung foram desenvolvidos para serem imunes à vulnerabilidade de segurança conhecida como Meltdown, que investigadores dizem que esteve presente na maioria dos computadores pessoais, celulares e outros dispositivos de computação no início deste ano.

Mas pesquisadores da Universidade Técnica de Graz, na Áustria, disseram terem descoberto uma maneira de explorar a vulnerabilidade do Meltdown para atacar os aparelhos Galaxy S7.

A Samsung disse que fez atualizações de segurança para proteger os aparelhos em janeiro, seguido por uma atualização de software em julho.

“A Samsung leva a segurança muito a sério e nossos produtos e serviços são projetados com segurança como prioridade”, afirmou a empresa em comunicado.

A equipe da Universidade de Graz planeja divulgar suas descobertas na quinta-feira na conferência de segurança Black Hat, em Las Vegas. Os pesquisadores austríacos estão analisando o impacto da Meltdown em outras marcas e modelos de celulares e esperam descobrir mais dispositivos vulneráveis ​​em um futuro próximo, disse o pesquisador Michael Schwarz à Reuters.

“Há potencialmente ainda mais telefones afetados que ainda não conhecemos”, disse. “Existem potencialmente centenas de milhões de telefones que são afetados pela Meltdown e não podem ser consertados porque os próprios fornecedores não sabem.”

O Galaxy S7 é usado por cerca de 30 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a empresa de pesquisa Strategy Analytics. A Samsung lançou duas novas versões de sua linha de celulares Galaxy desde que o S7 entrou no mercado, em 2016.

Uma porta-voz da Samsung não comentou quantos aparelhos Galaxy S7 foram vendidos. Ela disse que não há casos relatados em que a Meltdown tenha sido usada para invadir um S7 e de que qualquer outro celular Samsung seja vulnerável.

A Meltdown, e uma segunda vulnerabilidade conhecida como Specter, pode ser usada para revelar o conteúdo da unidade central de processamento de um computador como senhas ou detalhes de transações bancárias.

Não há casos conhecidos de hackers explorando qualquer vulnerabilidade em um ataque real, mas a divulgação das falhas generalizadas de hardware abalou a indústria de computadores, forçando os fabricantes de chips e de dispositivos a se esforçarem para conter as consequências.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s