Samsung Ativ Book 9 Lite

logo-infolab

Avaliação de Leonardo Veras / Só faltou um processador Intel para que o Ativ Book 9 Lite fosse chamado de ultrabook. Em seu lugar, a Samsung instalou um chip de quatro núcleos da AMD. A troca não afetou a velocidade de programas mais simples, como um navegador de internet, mas o resultado alcançado pela máquina nos testes de sempenho do INFOlab é inferior à média. Por outro lado, ao escolher um processador mais econônimo, a Samsung pôde investir em outros compnentes sem aumentar o custo do conjunto. O disco, pro exemplo, usa memória flash, uma tecnologia incomum nessa faixa de preço. Ela agiliza funções como a transferência de arquivos.

A tela mostra cores vibrantes e brilho intenso, embora sua resolução não seja extraordinária. O teclado espaçoso e o touchpad amplo não desapontam, mas usar a interface de toque seria uma experiência melhor se a dobradiça que mantém a tela fixa fosse mais sólida. outra vantagem indireta do processador é o baixo consumo de energia.

Avaliação de Lucas Agrela / Ultrabooks são aparelhos relativamente caros. Pensando no público que quer um com notebook leve, relativamente potente e com boa duração de bateria, a Samsung lançou o Ativ Book 9 Lite, que é uma versão mais barato do Ativ Book 9. No entanto, a configuração do aparelho também é proporcionalmente reduzida em relação ao seu preço.

Com tela de 13,3 polegadas, o aparelho tem um design atraente, com um visual limpo, e ele pesa um pouco mais de 1 kg. O processador é um AMD intermediário que dá conta do recado na hora de usar a internet e usar softwares. Como o chip tem baixo consumo de energia, o notebook tem uma boa durabilidade é um bom item para levar na mochila para ter um computador portátil sempre a mão. Confira mais detalhes abaixo.

Design e Construção

O visual é o mesmo do Ativ Book 9, incluindo também o posicionamento de portas de entrada. Mas a tampa de plástico do produto parece ser mais frágil. Apesar de ser a versão Lite do aparelho, ele é mais pesado: 1,572 kg, contra o 1,122 kg do Ativ original.

Ele não tem espessura por igual, o dispositivo tem as laterais mais finas e, portanto, é preciso usar um adaptador externo Ethernet — que vem com o aparelho — para ligar um cabo de rede. O aparelho tem portas USB 3.0 energizada e USB 2.0 bem como saídas microHDMI, P2 e VGA.

Um ponto positivo de design é que é possível ajustar a posição da tela em até 180 graus, o que dá mais opções posição para o uso.

Já a tela de 13,3 polegadas conta com resolução máxima de 1366 por 768 e tem um sensor de luminosidade que regula brilho do display automaticamente, como fazem alguns smartphones.

O teclado branco não é retroiluminado e, por conta da cor, ele fica sujo com facilidade e as teclas aparentam ganhar um aspecto amarelado com o tempo. Já o touchpad é liso, reconhece gestos para o Windows 8, tem medidas de 10,3 x 6,8 cm e não possui divisão de botões.

Desempenho

Como falta um processador Intel, o Ativ Book 9 Lite não pode ser chamado de ultrabook, já que o termo é patenteado pela fabricante de chips. O estranho é que a Samsung aparentemente tenta esconder que o notebook tem um processador da AMD com velocidade máxima de 1,4 GHz, já que o adesivo colado abaixo do teclado informa apenas que o processador é quad core. O desempenho dele é aquém dos produtos da Intel, mas o curioso é o sistema de economia de energia que ele apresenta. A bateria, que não é removível, tem duas células, mas obteve a melhor durabilidade de uso já registrada pelos testes realizados no INFOlab.

Além disso, aparelho conta com 4 GB de memória RAM DDR3, 128 GB de armazenamento, Bluetooth 4.0 e Wi-Fi b/n/g.

Não há engasgos na execução do sistema Windows 8, apesar da menor potência do processador. A controladora de vídeo integrada Radeon HD 8250, conta com 512 MB de memória dedicada, o que faz com que o notebook reproduza conteúdo HD sem problemas e seja possível até rodar games com as configurações no mínimo. Vale notar também que mesmo com sua espessura fina, o notebook não esquentou mesmo em aplicações gráficas pesadas.

Benchmark

  Ativ Book 9 Lite Ativ Book 9 Z360 U38N
PC Mark 7 2174 2729 4593 1622
Geekbench 2646 5885 6845 3088
3D Mark 11 471 573 251 854
3DMark 21481 25299 27889  
Uso intenso 3 h 2 h 40 m 1 h 16 m 1 h 54 m
Em vídeo 4 h 8 m   3 h 58 m  

Softwares

O Ativ Book 9 Lite vem com alguns softwares pré-instalados. Um deles é o Side Sync, que sincroniza um smartphone com o notebook. Para isso, é preciso informar ao software se o smartphone está na direita, esquerda, atrás ou na frente do notebook. Isso essencialmente é um compartilhamento de mouse e teclado, Além disso,  é possível copiar arquivos do notebook para o smartphone.

Outro programa é o chamado Phone Screen Sharing, em que a tela do smartphone é espelhado no notebook. Com isso, é possível controlar o seu celular usando mouse e teclado.  Também é possível copiar arquivos do ultrabook para o smartphone apenas arrastando o arquivo para a interface exibida no computador portátil. O sistema responde bem e não apresentou nenhum tipo de travamento ou delay nos testes do INFOlab.

No entanto, para usar esses dosi programas é preciso estar conectado com o smartphone no Ativ Book 9 Lite via cabo USB e contar com o Samsung Apps instalado no celular.

Para usar os dois recurso é preciso estar conectado via USB, ativar o Modo de Depuração USB no smartphone e fazer o download no Samsung Apps (linha Galaxy com Android 4.1 ou superior). Enquanto conectados, os smartphones permanecem recebendo carga da porta USB e a opção de backup automático também pode ser selecionada.

Considerações Finais

O Ativ Book 9 é um aparelho relativamente poderoso e voltado para quem precisa de um aparelho para a produtividade do dia a dia, seja na escola ou no trabalho. O design atraente pode ser um atrativo para a compra, assim como a grande autonomia de bateria, ou seja, ele é uma boa opção para realizar tarefas cotidianas. No entanto, o aparelho não conta com as melhores configurações oferecidas nessa faixa de preço e outros notebooks são mais interessantes para quem busca um desempenho melhor sem ter que gastar mais do que 2 mil reais.

Ficha técnica

Processador AMD quad core de 1,4 GHz
Memória RAM 4 GB DDR3
Armazenamento 128 GB de SSD
Sistema Windows 8
Peso 1,5 kg
Bateria 3h

Avaliação técnica

Prós Boa autonômia de bateria, tela sensível ao toque, baixo custo
Contras Desempenho intermediário; tampa de plástico aparenta fragilidade
Conclusão Bom notebook para atividades do dia a dia, com destaque para a durabilidade da bateria
Configuração 7,1
Vídeo e Áudio 7,3
Usabilidade 8,0
Design 7,9
Bateria 8,6
Média 7.7
Preço R$ 2.069,10