Saiba por que a Microsoft pulou a versão 9 do Windows

O Windows 10 será o sucessor do Windows 8. Um problema de compatibilidade com aplicativos é a melhor explicação para o nome Windows 10

São Paulo – Uma das maiores surpresas no anúncio da nova versão do Windows foi o seu nome. Usando a lógica, o esperado era que o sistema anunciado esta semana pela Microsoft fosse chamado de Windows 9.

Mas para o desespero dos mais cartesianos, ele foi anunciado sob o nome pouco lógico de Windows 10.

Entre possíveis explicações que apareceram na internet, um desenvolvedor parece ter encontrado a resposta. De acordo com um texto publicado pelo usuário “cranbourne” no Reddit, o problema é o método como muitos programas desenvolvidos por outras empresas checam qual é o sistema Windows em que eles estão rodando.

De acordo com ele, programadores usam nos códigos a expressão “Windows 9” como termo para descobrir se a versão do sistema operacional no qual eles estão funcionando é o Windows 95 ou 98.

O usuário dá como exemplo algumas linhas de código:

if(version.StartsWith(“Windows 9”))
{ /* 95 and 98 */
} else {

Com isso, usar Windows 10 como nome do sistema resolveria um possível problema de compatibilidade. O usuário em questão afirma ser um desenvolvedor da própria Microsoft. Ele diz que essa explicação correu como boato interno no dia do anúncio do Windows 10.

É claro que com aplicações atuais, esse erro poderia ser corrigido com facilidade pelos seus desenvolvedores. Mas outras, desenvolvidas há anos, poderiam ter problemas sérios de compatibilidade. O uso da expressão pode ser encontrada com facilidade em códigos em repositórios.

A Microsoft não deu nenhuma explicação plausível e racional sobre pular a versão 9 do sistema. Até agora, essa parece ser a que faz mais sentido.