Roubo de US$ 388 milhões em bitcoins leva Mt. Gox a fechar

O Mt. Gox, o mais conhecido banco de bitcoins, fechou as portas. E o motivo pode ter sido um furto de 388 milhões de dólares em moeda virtual

São Paulo — Quem tem uma conta no Mt. Gox, o mais conhecido banco de bitcoins do planeta, não deve estar nada feliz. O banco virtual fechou as portas. E o motivo pode ter sido um furto de 388 milhões de dólares.

O Mt. Gox, que tem sede no Japão, vinha enfrentando problemas há algum tempo. Nas últimas duas semanas, o banco suspendeu os saques. O motivo alegado era que a empresa estava corrigindo uma falha no sistema de carteira virtual.

Um documento que vem circulando na internet revela que o motivo pode ser muito mais sério. O texto diz que, por causa de uma falha séria de segurança, bitcoins vinham sendo furtadas do Mt. Gox havia anos.

O banco teria perdido 744 mil bitcoins, o equivalente a 388 milhões de dólares pela cotação de hoje. “Isto pode ser o fim da bitcoin, ao menos para a maior parte do público”, diz o documento. Parece haver bastante exagero nisso.

O valor da bitcoin já vinha caindo desde o início do ano, quando a cotação chegou a passar de 900 dólares. Despencou mais quando as notícias sobre o Mt. Gox começaram a circular. Mas uma bitcoin ainda vale mais de 500 dólares. 

O Mt. Gox emitiu um curto comunicado confirmando o fechamento. Mas não explicou o motivo. O texto diz:

“Por causa das notícias recentes e da possível repercussão nas operações do Mt. Gox e no mercado, foi tomada a decisão de paralisar todas as transações de modo a proteger o site e os usuários. Vamos acompanhar a situação e agir apropriadamente.”

No domingo, a Bitcoin Foundation, que estabelece padrões e procedimentos para o mercado de bitcoins, havia anunciado que o Mt. Gox estava deixando de fazer parte da organização. 


O noticiário Business Insider obteve uma declaração da Bitcoin Foundation, que confirma que o Mt. Gox está insolvente:

“Estamos chocados ao saber da alegada insolvência do Mt. Gox. Não podemos comentar se o Mt. Gox empregava ou não as melhores práticas e procedimentos contábeis. Mas podemos assegurar que o protocolo da bitcoin está funcionando como esperado.”

O “protocolo”, no caso, é o conjunto de algoritmos matemáticos em que a bitcoin se apoia. A moeda virtual é definida pelos algoritmos e não é controlada por uma organização central. 

A declaração da Bitcoin Foundation tenta afastar o temor de que uma falha grave no protocolo faça o sistema todo entrar em colapso. 

O site Blockchain.info, mantido por especialistas em bitcoin (vários deles de empresas concorrentes do Mt. Gox), foi mais enfático:

“Na última noite, ficamos chocados ao saber que o Mt. Gox está insolvente, já que eles parecem ter traído a confiança de seus clientes”, diz uma declaração publicada no site.

Para completar a confusão em torno do Mt. Gox, tem circulado o rumor de que o banco teria sido vendido. Há quem diga que vai reabrir daqui a um mês, sob nova direção, como noticiou o site Coindesk