Roteadores Wi-Fi poderão aproveitar maior largura de banda nos EUA

Medida deve melhorar as conexões Wi-Fi de 5 GHz no país, e pode indicar uma tendência; empresas norte-americanas creem na migração das redes móveis para o Wi-Fi

A Federal Communications Commision (FCC) decidiu aumentar em 100 MHz o espectro da banda ocupado pelo Wi-Fi de 5 GHz dos EUA. Em resumo, a medida significa que as conexões sem fio de lá ficarão melhores e menos suscetíveis a “congestionamentos”.

Atualmente, o Wi-Fi ocupa apenas as faixas de 2,4 e 5 GHz no mundo – e em ambos os casos, dentro de um determinado limite, de forma a não atrapalhar outros tipos de conexão. No caso específico do Wi-Fi de 5 GHz nos EUA, esse espectro atualmente é de 555 MHz, e segundo o FierceWireless, a FCC chegou a explorar o uso apenas das bandas de 5,35 a 5,47 GHz e de 5,85 a 5,925 GHz, por exemplo.

Com a medida, no entanto, a faixa de conexão sem fio mais rápida poderá aproveitar mais 100 MHz da banda. Mais especificamente, a porção de 5,15 GHz a 5,25 GHz – utilizada antes para telemetria – será liberada para uso doméstico e em ambientes fechados e congestionados (aeroportos, por exemplo) usando o padrão 802.11ac. Dessa forma, com mais espaço aproveitável, as conexões dentro dessa faixa serão capazes de suportar mais dispositivos – embora ainda faltem roteadores e outros aparelhos que se aproveitem dessa nova medida do FCC.

Aliás, segundo o FierceWireless, a medida deve alegrar empresas de tecnologia e comunicação norte-americanas (como Google, Microsoft e Comcast), que acreditam que o Wi-Fi deve passar a receber boa parte do tráfego das redes de celular nos próximos anos. Um estudo da Cisco até comprova a tese, e mostra que, até 2018, 52% da movimentação global de dados em redes móveis será descarregada em redes Wi-Fi – e aí a medida mostra que pode ser uma tendência.