Robô Link237 recepciona clientes do Bradesco em SP

Robô nasceu de uma parceria do banco com a YDreams, empresa especializada em interfaces naturais

São Paulo – O robô Link237 é um dos funcionários que faz o atendimento a clientes na agência Shopping JK Iguatemi, do Bradesco, em São Paulo. Nesta segunda-feira (15), o Link saiu de seu posto pela primeira vez e veio visitar a redação da Info.

Em ação desde agosto de 2012, Link237 nasceu de uma parceria do banco com a YDreams, empresa especializada em interfaces naturais. O robô funciona no espaço Bradesco Next, um ambiente inovador que mistura novas tecnologias e interfaces. O robô passeia pelo espaço e recepciona os visitantes. Mexe os braços, emite sons, e exibe expressões em um painel azul de LED.

A diretora executiva da Ydreams, Karina Israel, afirma que Link237 surgiu primeiro em um projeto de anúncio digital. O robô fez tanto sucesso que o Bradesco resolveu transformar o Link em um robô de verdade.

Demorou oito meses até que ficasse pronto. As atitudes do robô são orientadas por inteligência artificial. “São várias linguagens e camadas que formam uma estrutura complexa. Não existe outro robô como esse”, diz Karina.

Segundo Karina, o Link conta com um sistema multissensorial e outro de microlocalização. Isso permite ao equipamento saber sua localização e orientação, usando para isso dados provenientes de várias fontes, como um sensor de movimento, uma bússola eletrônica, posicionamento por radiofrequência e algoritmos de fusão sensorial.

No ambiente em que o Link237 se movimenta há várias antenas de microlocalização espalhadas pelo espaço físico. Um sistema de triangulação de antenas permite que o robô consiga viver sozinho no local.


O Link237 também tem sensores em volta da sua estrutura, que fazem com que o robô não esbarre em nada e ainda desvie de obstáculos e pessoas. “O Link pode passear pelo espaço livremente, de acordo com a sua vontade, e ainda reagir à presença das pessoas porque sabe exatamente a posição delas no espaço”, diz Karina.

O gerente de inovação do Bradesco, Fernando Motta, afirma que são três os robôs em operação na agência Next. Cada um deles é equipado com uma bateria com autonomia de 6 horas de funcionamento.

“Quando a bateria começa a ficar fraca, trocamos pelo segundo robô. Então, o Link237 funciona por tempo suficiente até que o outro robô fique com a bateria recarregada”, afirma Motta. Caso aconteça algum problema, há ainda um terceiro robozinho para assumir o trabalho.

Fora da agência, o Link237 funciona controlado por um aplicativo para iPad, por meio de rede Wi-Fi. O robô dá dinamismo ao espaço e faz com que a atmosfera fique mais agradável. “Você para na frente do Link e ele abre um sorriso para você. É como se o robô fosse um quebra-gelo, capaz de estabelecer uma relação familiar entre o cliente e a agência”, afirma Motta.

Ele diz que a demanda de agências em busca de uma visita do Link é grande e o projeto deve crescer. “No futuro, queremos que haja mais interação do Link com as pessoas, como cumprimentá-las, por exemplo”, diz. “Quem sabe, o Link237 não fará uma ação nas redes, como tirar foto de alguém no banco e postar no Facebook?”, afirma Motta.