Review: Samsung Odyssey foi feito para jogar games de verdade

Com Intel Core i7 e GPU da Nvidia, notebook pode rodar jogos sofisticados e fazer você deixar emuladores para trás

São Paulo – Famosa no segmento de smartphones, a Samsung resolveu entrar no segmento de notebooks para games neste ano. Seu primeiro representante é o Odyssey, que chegou ao mercado em variantes com processador Intel Core i5 e i7, ambos de sétima geração. Os aparelhos têm preço médio de 4.499 reais a 4.999 reais atualmente. Confira nosso review do produto a seguir.

Design

O Odyssey é um notebook com tela de 15,6 polegadas e resolução Full HD. Como toda máquina gamer, ele não é o laptop mais fino ou mais portátil. Ele é espesso e pesado (2,52 kgs). A ideia é que o dispositivo seja uma estação móvel para games, mas que esteja constantemente acomodada em um só lugar, assim como o seu videogame.

Notebook-Samsung-Odyssey

 (Samsung/Divulgação)

As cores preta e vermelha são as que predominam no aparelho. O logo da linha Odyssey, localizado na tampa traseira do notebook, se ilumina em vermelho quando ligamos o notebook, o que chama a atenção de quem olhar para ele.

O teclado é retroiluminado, com as teclas WASD destacadas, e o trackpad tem visual arrojado e oferece boa usabilidade. Claro, você pode preferir um mouse de alta precisão para jogar, mas o trackpad pode ser mais do que o suficiente para todas as outras atividades que você fizer no computador.

Configuração

O Odyssey tem GPU Nvidia GeForce GTX 1050, com 4 GB de memória dedicada. Com isso, o dispositivo pode executar a maioria dos games com qualidade mediana (sendo especialmente bom para títulos mais leves, como League of Legends), mas não possui suporte para jogos em realidade virtual–característica da variante 1050Ti.

O desempenho para jogos é ótimo para um gamer iniciante ou casual. Jogadores profissionais ou com altíssimo nível de exigência provavelmente preferirão montar seu próprio computador, deixando de lado a praticidade de um notebook.

Apesar de vir com a avantajada memória de 1 TB, o consumidor pode colocar um SSD na máquina para a instalação do sistema operacional, o que deve ajudar a melhorar a performance geral da máquina.

A memória RAM que vem de fábrica é de 8 GB (DDR4), mas pode ser expandida a até 32 GB.

Veja os resultados de benchmarks que executamos no Samsung Odyssey com Intel Core i7 (sétima geração).

Benchmark Samsung Odyssey
Novabench 1.223
Geekbench 14.190
Cinebench (OpenGL) 63.94 fps
Cinebench (CPU) 8.12 pts

Bateria

A duração de bateria do Odyssey foi de 3 horas e 30 minutos para a execução de vídeo. Em games, o tempo médio foi de 3 horas. Com isso, é preciso levar sempre consigo o carregador do produto.

Vale a pena?

O Samsung Odyssey pode ser uma ótima aquisição para quem busca seu primeiro computador com GPU de memória dedicada e não abre mão de um produto com configuração de ponta. Ele não é um aparelho leve, mas pode ajudar você a ter o primeiro contato com jogos mais sofisticados no PC, como Doom, Mortal Kombat X ou GTA V. Apesar do alto custo do produto, você pode fazer economia na compra de jogos online em plataformas como o Steam, da Valve, ou o Origin, da EA.

Avaliação

8,9/10

Prós: Boa configuração e possibilidades de upgrade, bom visual e desempenho satisfatório para jogos.
Contras: Pesado e não roda jogos de realidade virtual.

Ficha Técnica

  • Processador: Intel Core i7 7700HQ (2.8 GHz até 3.8GHz 6 MB L3 Cache)
  • RAM: 8 GB DDR4
  • GPU: Nvidia GeForce GTX 1050 com 4 GB de memória GDDR5 dedicada
  • Armazenamento: 1 TB
  • Tela: 15,6 Full HD
  • Conexões:  1x HDMI; 1x USB 3.0; 2x USB 2.0; leitor de cartão multimídia 3-em-1 (SD, SDHC, SDXC); 1x P2 combo; 1x Ethernet RJ45 (LAN); 1x conector de energia
  • Peso: 2,52 Kgs
  • Bateria: 43 Whr
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não vou nem comentar o resto da configuração do PC, mas um 1050Ti é fraquinha pra rodar jogos de VERDADE. Uma 1070 seria mais indicada.