Review: Moto Z Play tem a melhor duração de bateria da atualidade

Se você precisa de um smartphone com pique para o dia todo, este é o aparelho certo

logo-infolab

São Paulo – O Moto Z Play é um smartphone feito para quem precisa de bateria para o dia inteiro – ou até mais. Fora isso, ele é um produto modular, ou seja, módulos específicos acrescentam funcionalidades ao aparelho. Eles são chamados Moto Snaps e ampliam a duração da bateria, a qualidade sonora, a capacidade da câmera ou transformam o celular em um projetor portátil.

O Moto Z Play também tem uma das melhores câmeras já feitas pela Lenovo, além de ter vários outros recursos. O preço sugerido é de 2.199 reais e há outros combos mais caros que trazem os Moto Snaps na caixa. Confira o review a seguir.

Design

Se você já viu um Moto Z, o visual do Moto Z Play é muito semelhante, mas tem duas diferenças marcantes: ele é mais espesso e tem conector para fones de ouvido.

A parte traseira do produto tem revestimento de vidro e laterais de metal que envolvem todo o corpo. A câmera é protuberante e serve como encaixe para os Moto Snaps. Para a conexão intuitiva dos módulos, o aparelho tem imãs dourados na parte traseira inferior. Vale lembrar que a Lenovo prometeu compatibilidade com os Snaps por três gerações.

Os botões de interação com o sistema Android são na própria tela. Os botões físicos que permanecem são o de desbloqueio e os controles de volume.

O sensor de impressões digitais é bem parecido com o que foi usado pela Lenovo no Moto G4 Plus. Basta um breve toque para que a tela seja ligada.

Tela

O display do Moto Z Play tem 5,5 polegadas e resolução Full HD.

As cores, assim como acontece nas fotos, são um pouco saturadas, mas de maneira comedida. Isso pode ser ajustado no menu Tela, dentro do app Configurações. Lá, basta mudar de “Intensidade” para “Padrão” e você verá cores mais realistas no display.

Assistente de voz

Como nos aparelhos da linha Moto X, o Moto Z Play tem o assistente pessoal Google Now sempre ativo. Você pode configurar a frase de inicialização que quiser, como “Ok, Moto Z” ou “Acorda, Moto Z”, e o aparelho vai obedecer seus comandos de voz à distância, sem que seja preciso tocar ou desbloquear a tela.

Na minha experiência com esse recurso, uma das ações mais úteis que o Google Now realiza para você é programar alarmes. É indescritível a sensação de poder dar comandos de voz ao seu smartphone quando você, já deitado, se lembra que não ligou o despertador.

Há outras utilidades também, como a criação de notas ou a ligação para um contato da agenda.

Bateria

A bateria do Moto Z Play é de impressionar. Em nossos testes, ele bateu recorde de longevidade. Com uma única carga, ele passou 20 horas ligado, seguindo os procedimentos padrão do INFOlab. Para se ter uma ideia, o recorde anterior era do Meizu Pro 5, com 15 horas. Ou seja, o Moto Z Play tem a melhor duração de bateria do mercado de atual de smartphones.

No uso real, ele pode aguentar até a metade do segundo dia de uso moderado. Vale lembrar que Lenovo também vende um Moto Snap de bateria, que pode dar ainda mais tempo de uso ao aparelho.

Configuração

O “poder de fogo” do Moto Z Play é digno de um smartphone do topo da gama intermediária, como o Samsung Galaxy A7. Ou seja, você não terá problemas de desempenho na hora de usar aplicativos como WhatsApp, Facebook, Messenger, Instagram Tinder ou Snapchat.

Executar games sofisticados, como Injustice: Gods Among Us ou Pokémon Go, não é problema para o Moto Z Play.

Por dentro, o produto tem processador Qualcomm Snapdragon 652 octa-core, 3 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento interno e entrada para cartão microSD.

O aparelho se saiu bem nos resultados de benchmarks, testes de desempenho realizados por aplicativos, e chegou, estranhamente, a superar o Moto Z em um deles. Veja.

Benchmarks Moto Z Play Moto Z Galaxy S7 edge LG G5 SE
AnTuTu 62944 58.861 129618 62337
Basemark OS II 1089 2261 2551 1077
Geekbench 4 2510 2813 6415 4036
Vellamo 3316 3392 5201 3293

Câmeras

A linha Moto sempre trouxe câmeras medianas até o lançamento do Moto Z, o modelo mais sofisticado da marca, que chegou ao mercado brasileiro neste ano. No caso do Moto Z Play, a Lenovo muda isso. Agora, as câmeras têm ótima qualidade para registros cotidianos e até mesmo para entusiastas de fotografia.

As cores das fotos são saturadas, realçando a realidade capturada sem prejudicar a qualidade das imagens. O nível de detalhamento visto foi bom em comparação com o obtido pelo Moto X Style, do ano passado.

Um dos melhores recursos das câmeras da linha Moto permanecem no Moto Z Play: o ícone de ajuste de exposição. Muito intuitivo, ele tem formato de bolinha com um pequeno sol na borda, que controla a exposição da cena. Esse ajuste é bom para quem não tem intimidade com técnicas de fotografia.

O flash equilibra bem as cores em situações de baixa luz. Caso o modo automático não resolva, basta usar o ajuste de exposição para melhorar os resultados.

Há também o HDR, uma tecnologia que combina exposições diferentes, para melhorar brilho e contraste das suas fotos. Vale lembrar que é preciso segurar o smartphone com firmeza para obter resultados realmente bons quando esse recurso estiver ativo.

As fotos tiradas com a câmera principal do Moto Z Play têm resolução máxima de 16 MP (4:3), mas, por padrão, as imagens são registradas com 11,9 MP (16:9). Basta abrir o app de câmera e desligar o dedo da esquerda para a direita para mudar isso.

Você pode escolher se quer tocar em qualquer ponto da tela ou usar um botão no display para capturar uma foto, mas também é preciso acessar o menu para escolher isso. Por padrão, o botão branco aparece na tela.

A câmera frontal tira fotos com 5 MP (4:3) ou 3,8 MP (16:9). Há um software de embelezamento, já quase onipresente nos celulares de todas as marcas, e também algo que, aos poucos, se torna popular: o flash. São dois disparos de luz para capturar uma foto. Eles não são muito fortes. Por isso, você não vai ficar com a visão prejudicada por alguns segundos como acontece com algumas câmeras.

Os resultados obtidos com essa câmera frontal foram satisfatórios. Em comparação com smartphones como o Galaxy S7 edge, um produto topo de linha e mais caro do que o Moto Z Play, o gadget da Lenovo ainda pode melhorar.

Para filmagens, o Moto Z Play pode registrar cenas em 4K, Full HD, HD ou VGA. A taxa de quadros por segundo, em todos os casos, é de 30.

Moto Snap Hasselblad

Moto Snap Hasselblad: conexão com Moto Z Play acontece por magnetismo (Anderson Figo/Site EXAME)

Junto com o Moto Z Play, a Lenovo emprestou à Exame.com o Moto Snap Hasselblad. Ele leva a tecnologia de fotografia sueca para o smartphone e potencializa as funcionalidades da câmera.

É possível, por exemplo, conseguir zoom de até 10 vezes com perda de qualidade quase imperceptível. Isso acontece graças ao módulo de zoom óptico do acessório.

Gif mostrando zoom Hasselblad

O botão de captura dedicado ajuda a melhorar a empunhadura da câmera. A operação desse Moto Snap é fácil. Basta aproximá-lo do celular e o pareamento acontece. Simples assim.

O zoom óptico oferece resultados realmente muito bons quando está à metade de sua capacidade, ou seja, 5x. Quando aproximamos a imagem em 10x, esse Moto Snap apresentou dificuldade de detecção de foco em alguns casos. Porém, com um pouco de cuidado e paciência, é possível obter boas fotos também com o zoom acima das 5x.

Confira algumas fotos feitas com o Moto Snap Hasselblad acoplado ao Moto Z Play.

foto-tirada-com-o-moto-snap-hasselblad-4

foto-tirada-com-o-moto-snap-hasselblad-3

foto-tirada-com-o-moto-snap-hasselblad-2

foto-tirada-com-o-moto-snap-hasselblad

Vale a pena?

O Moto Z Play é um smartphone excelente vendido a um preço justo, no cenário do mercado mobile atual. Ele oferece desempenho suficiente para todo tipo de aplicativo, tem câmeras que fotografam bem, uma série de acessórios e o seu destaque: a melhor duração de bateria da atualidade.

Avaliação

9.1/10

Prós: Duração de bateria excelente, boa câmera e desempenho suficiente para o dia a dia.
Contras: Câmera frontal poderia ser melhor.

Ficha técnica

  • Sistema operacional: Android Marshmallow 6.0.1
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 625
  • CPU: Octa-core 2.0 GHz Cortex-A53
  • GPU: Adreno 506
  • RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB + microSD de até 256 GB
  • Conexões: Wi-Fi N, 4G, Bluetooth 4.0, NFC, Wi-Fi Direct
  • Tela: 5,5 polegadas com resolução Full HD (1.080 x 1.920)
  • Peso: 165 gramas
  • Bateria: 3.510 mAh
  • Câmeras: 16 megapixels e 5 megapixels (com flash LED em ambas)
  • Preço: 2.199 reais
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Henrique Tramontina

    Desculpe-me, mas tenho um Moto X Play (não o Z) e ele parece bem melhor. Custou quase a metade (!) do preço do Moto Z Play, tem 21 MP de câmera e o mesmo tempo de duração da bateria. Também roda normalmente jogos pesados.

    1. Paulo Deursen

      Concordo com o José. Tive o x play e comprei o z play há uma semana. Supera o x play em todos os aspectos e os moto mods são muito legais, apesar de caros. Essa câmera da hasselblad não faz juz à fama da marca, mas o protetor e a caixa da jbl sao muito legais.

  2. josé flávio dos santos martins

    Eu tb possui o x play, agora estou com o z play… Na qualidade câmera, ele se destaca mesmo, sendo o z play com melhor qualidade nas fotos. No mais, sem dúvidas se torna melhor em tudo… Rápido, qualidade no touch e precisão. Estou verdadeiramente satisfeito com a troca.