Review: J7 Prime é um bom smartphone com design em 1º lugar

Testamos a versão refinada do Galaxy J7, que tem sensor de impressões digitais; confira

logo-infolab

São Paulo – O Galaxy J7 Prime é um smartphone intermediário com alguns recursos premium, como o sensor de impressões digitais e um revestimento metálico. Ele concorre com aparelhos como o Moto G4 e o Asus Zenfone 3 Max. Seu preço sugerido é de 1.599 reais. Veja nosso teste a seguir. 

Design

O corpo do J7 Prime tem um acabamento de boa qualidade para a categoria. A parte traseira é sóbria, com apenas o logotipo da Samsung abaixo da câmera, bem como as linhas de design no topo e no pé do produto.

As laterais são curvas para que o aparelho se encaixe bem na mão do usuário, apesar da traseira ser reta e escorregadia. A grande vantagem de não usar vidro no revestimento de um smartphone é que as marcas de dedo não aparecem facilmente. Com isso, o celular parece estar sempre limpo.

Os botões do aparelho são capacitivos e dispostos ao estilo oriental: voltar à esquerda e multitarefa à direita. O sensor de digitais fica no botão home, que fica logo abaixo da tela.

O display de 5,5 polegadas tem resolução Full HD e cores um pouco saturadas. Vale notar que a intensidade das cores pode ser alterada no menu de configurações.

O tamanho da tela não chega a ser tão evidente quanto em smartphones antigos – como acontecia com o Sony Xperia Z1, por exemplo. O corpo do produto foi projetado para dar mais espaço para a tela e precisar menos de espaço interno para acomodação de componentes. Com isso, o J7 Prime é um aparelho ergonômico.

Bateria

A bateria do J7 Prime pode ser considerado o seu ponto mais fraco. No teste do INFOlab, o dispositivo aguentou por oito horas de simulação de uso intenso. Esse valor é quase a metade do obtido pelo J5 Metal, sob as mesmas condições.

Vale notar que a bateria do J7 Prime tem capacidade de 3.300 mAh e há um modo de economia de energia que prolonga a autonomia de uso.

Câmeras

As câmeras do J7 Prime capturam imagens com 13 MP (f1.9) e 8 MP (f1.9). Com isso, elas conseguem registrar boas fotos sob luz natural, nítidas e razoavelmente detalhadas.

Em locais com iluminação artificial, a baixa luminosidade deixou as imagens com qualidade levemente inferior.

As selfies podem ser tiradas com os recursos de embelezamento comuns da Samsung, Você pode afinar o rosto, borrar imperfeições da pele (como uma barba por fazer) e aumentar o tamanho dos seus olhos. Quando usado com moderação, esse embelezamento pode ajudar a deixar a sua foto como você desejar.

Configuração

O J7 Prime tem uma configuração de hardware bem superior em relação aos seus irmãos mais novos da família Galaxy J. Seu processador é um Exynos 7870 octa-core, aliado a 3 GB de memória RAM. O espaço de armazenamento interno é de 32 GB e há suporte para cartões microSD de até 256 GB.

O J7 Prime, porém, não conta com sensor de luminosidade. Na barra de notificações, aparece somente uma opção para ligar o brilho no máximo da capacidade para a melhor visualização em ambientes com forte incidência de luz solar. o sensor faz falta para regulagem automática do brilho da tela – o que ajuda a poupar a bateria.

O desempenho geral do J7 Prime se mostrou bom em nossos testes. Nos benchmarks, ele sofreu com o desempenho web, o que derrubou sua nota geral no Basemark OS II. Isso pode ser culpa do navegador Internet que a Samsung coloca em seus aparelhos. Para resolver isso, é melhor adotar o Chrome ou mesmo o Firefox para navegar na internet.

 

Benchmarks Galaxy J5 Metal Moto G4 Zenfone 3 Max Galaxy J7 Prime
AnTuTu 27834 46199 28069 45713
Basemark OS II 603 292 866 344
Geekbench 4 1276 2970 2060 3199
Vellamo 2055 2793 2454 3077

 

Sistema

O sistema Android Marshmallow do J7 Prime tem características similares aos demais gadgets da Samsung. Ele conta com a Touchwiz bem livre de aplicativos descartáveis e oferece apenas ferramentas, como gravador de som e gerenciador de arquivos, e os apps do pacote Microsoft Office.

Ele vem somente com o Opera Max Instalado, um app grátis e útil para economizar dados de internet móvel.

Se você não gostar da interface da Samsung, é possível substituí-la com apps que modificam o visual do sistema, como o Nova Launcher.

Vale a pena?

O Galaxy J7 Prime é para fãs dos produtos da Samsung que veem o design como item número 1 na escolha do próximo smartphone. Ele alia bom desempenho de hardware a boas câmeras e ao visual premium. A bateria pode deixar a desejar. Se você for um heavy user, provavelmente já tem uma bateria portátil e ela pode dar conta de complementar a carga em dias de uso intenso. Em linhas gerais, o Galaxy J7 Prime reúne diversos bons recursos em um design que deve chamar a atenção dos consumidores.

Avaliação

8.2/10

Prós: Ótimo design, sensor de digitais e boas câmeras.
Contras: Bateria poderia durar mais, falta sensor de luminosidade.

Ficha técnica

Sistema operacional: Android Marshmallow 6.0.1

Processador: Exynos 7870

CPU: Octa-core 1.6 GHz Cortex-A53

GPU: Mali-T830MP2

RAM: 3 GB

Armazenamento: 32 GB + microSD de até 256 GB

Conexões: Wi-Fi 802.11 b/g/n, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.1

Tela: 5,5 polegadas com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels)

Peso: 164 gramas

Bateria: 3.300 mAh

Câmeras: 16 megapixels e 8 megapixels

Preço: 1.599 reais