Review: Galaxy A7 tem bateria para um dia de uso e boas câmeras

Smartphone rivaliza com o Moto Z2 Play e com o Zenfone 3 Zoom; veja análise

São Paulo — O Galaxy A7 é o modelo de smartphone mais avançado da família Galaxy A, da Samsung. Ele concorre com o Moto Z2 Play e com o Asus Zenfone 3 Zoom. No portfólio de produtos da Samsung, o A7 é o primeiro visto logo abaixo dos Galaxies S7 edge e S8. Seu preço sugerido é de 2.299 reais. Leia a seguir o review do Galaxy A7.

Design — Robusto e ergonômico

O visual do Galaxy A7 lembra o que vimos na linha Galaxy S6, de 2015. Porém, o produto é mais espesso, o que não é um defeito. Essa característica ajuda a tornar o smartphone mais ergonômico. É bastante confortável segurá-lo, ainda que ele seja um dispositivo de tela grande.

Galaxy-A7-2017-2

Seu display de 5,7 polegadas tem resolução Full HD, o que nos permite ver a grande maioria dos vídeos disponíveis na web, seja na Netflix ou no YouTube. Logo abaixo da tela, encontramos o sensor de impressões digitais usado para desbloquear o aparelho e também para autorizar pagamentos no serviço Samsung Pay, ao qual o Galaxy A7 tem suporte.

Assim como no Galaxy A5, seu irmão de linha de produto que tem tela menor, o A7 tem o Always On Display da Samsung para mostrar hora, data e notificações o tempo todo.

Galaxy-A7-2017-2

 (Lucas Agrela/Site EXAME)

Olhando-o na parte de baixo, vemos o conector USB Type-C e o P2, usado para fones de ouvido. A gaveta de chips fica na parte superior e oferece suporte para dois cartões SIM e para cartão microSD.

Para os desastrados: o Galaxy A7 tem resistência contra água e poeira, segundo a certificação IP68. Com isso, você não precisa se preocupar se molhar o aparelho ao lavar louça ou se cair acidentalmente na piscina com ele no bolso. Você pode mergulhá-lo em água doce por 30 minutos a 1,5 metro de profundidade.

Câmeras — Duas vezes 16 megapixels

Para fotos, o Galaxy A7 é um bom produto. Suas duas câmeras (frontal e traseira) têm sensores de 16 megapixels com abertura de f/1.9–para fotografar melhor em locais escuros.

Você pode usar ajustes manuais para regular a quantidade de luz na foto, o tipo de iluminação do ambiente e também o ISO. Outros controles de foto ficam como recursos restritos dos Galaxies S7 e S8.

O A7 tem vários modos de captura de imagens, como time-lapse, gif animado, panorâmico, noturno e HDR vívido (que realça as cores mas requer que o smartphone e a cena estejam estáticas).

A qualidade das imagens sob luz natural é ótima. É possível ver os detalhes de cada cena, mesmo quando damos zoom 100%. Em ambientes mais escuros, a definição já não é tão boa, podemos ver alguns borrões nas fotos. O flash pode ajudar, mas o bom resultado depende muito do quanto o local estiver escuro. Basicamente, quanto mais luz melhor será o resultado da foto com as câmeras do Galaxy A7.

Fotos com o smartphone Galaxy A7 2017

 (Lucas Agrela/Site EXAME)

Fotos com o smartphone Galaxy A7 2017

 (Lucas Agrela/Site EXAME)

Vídeos podem ser gravados com resolução Full HD a 30 fps. Ou seja, se você queria filmar em 4K com esse aparelho, isso não será possível.

Veja fotos tiradas com o Galaxy A7 2017 no Flickr.

Configuração — Bom desempenho, mas pouco espaço

O Galaxy A7 tem uma configuração boa para entregar a performance necessária no cotidiano. Você não vai encontrar dificuldade para abrir ou alternar rapidamente entre aplicativos.

O processador do smartphone é um Exynos 7880 octa-core e sua memória RAM é de 3 GB.

Seu ponto fraco é a memória interna de 32 GB. Como o Android ocupa cerca de 10 GB atualmente, sobra pouco espaço para acomodar apps, músicas e afins. Você pode precisar de um cartão microSD para utilizar plenamente o Galaxy A7.

Nos testes de performance, o dispositivo se mostrou à altura da concorrência e não apresentou nenhum problema nos componentes essenciais do produto.

Benchmarks Zenfone 3 Zoom Galaxy A7 Moto Z Play
AnTuTu 57300 60417 62944
Basemark OS II 1276 1282 1089
Geekbench 4 4137 4179 2510
Vellamo Não rodou Não rodou 3316
Basemark X 21283 22793 Não rodou

Bateria — Um dia de uso

A bateria do Galaxy A7 pode durar um dia todo de uso moderado. Ou seja, se você passar muito tempo usando o Waze, jogando Pokémon Go ou usando os efeitos animados de Snapchat.

Em nosso teste de simulação de uso intenso, o Galaxy A7 suportou 15 horas de reprodução de vídeos. Esse é um bom tempo, especialmente quando o Galaxy S8, a máquina mobile mais poderosa da Samsung atualmente, conseguiu oito horas de uso sob as mesmas condições.

O máximo que um smartphone já conseguiu nesse teste do INFOlab foram 23 horas, resultado obtido pelo Galaxy A9, um dispositivo do final do ano passado, cuja bateria tem capacidade de 5.000 mAh.

Sistema — Android com recursos extra

O sistema Android Nougat do Galaxy A7 tem personalização da fabricante e isso oferece ao aparelho alguns recursos. Esse é o caso do serviço Samsung Pay, que permite realizar pagamentos diretamente com o celular. Vários smartphones da marca já tem suporte para essa tecnologia. Após o cadastro do cartão bancário de plástico no app do Pay, você pode fazer compras em lojas físicas celular.

Essa nova versão do Android permite que você simule o Toque 3D dos iPhones 6s e 7. Quando toca sobre um app durante alguns instantes, um pequeno menu em formato cascata aparece e permite, por exemplo, que você exclua o aplicativo diretamente na sua tela inicial. Normalmente, seria possível apenas remover o atalho dali. Para apagar o app, seria preciso entrar na pasta que mostra tudo que você tem instalado no aparelho.

Fora isso, o sistema do Galaxy A7 é bem similar ao que vemos atualmente na linha Galaxy S. Não há muitos apps pré-instalados. Há utilitários (calculadora, relógio, gravador, etc), o app de saúde Samsung Health (antigo S-Health), pacote Microsoft Office mobile, Samsung Pay e outros apps de serviços da marca que podem ser facilmente desativados.

Vale a pena?

O Galaxy A7 é um smartphone bom para quem precisa de câmeras confiáveis e performance para o dia a dia–e também para alguns joguinhos. O design bonito e o Android Nougat podem ajudar na escolha do produto como seu próximo celular. Porém, é preciso lembrar que ele poderia ter mais memória interna e fotografar melhor em locais mais escuros. Fora isso, trata-se de um ótimo smartphone.

Avaliação

8.5/10

Prós: Design robusto com bom acabamento; câmeras boas na luz; performance para o dia a dia.
Contras: Poderia ter mais armazenamento interno; e fotografa em baixa luz com qualidade mediana.

Ficha Técnica

Sistema operacional: Android Nougat 7.0
Processador: Exynos 8890
CPU: 8x Cortex-A53 de 1,9 GHz
GPU: Mali-T830MP3
RAM: 3 GB
Armazenamento: 32 GB + microSD de até 256 GB
Conexões: Wi-Fi 802.11 A/B/G/N/AC, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.2
Tela: 5,7 polegadas com resolução Quad HD (1440 x 2960 pixels)
Peso: 186 gramas
Bateria: 3.600 mAh
Câmeras: 16 megapixels e 16 megapixels (frontal)
Preço: 2.299 reais