Review: Galaxy A50 traz leitor biométrico na tela e câmera tripla

Smartphone da Samsung tem sistema Android, sensor de digitais embutido no display e câmera que fotografa como GoPro

São Paulo — O smartphone Samsung Galaxy A50 é um aparelho de 1.999 reais que reúne uma série de recursos antes vistos apenas em aparelhos mais caros. Ele vem, por exemplo, com a câmera de captura ampla, que fotografa de maneira parecida com a câmera de ação GoPro. Há também o sensor de impressões digitais que fica na tela, e não mais em um botão físico. Não à toa, o Galaxy A50 é um dos mais avançados da sua linha de produtos de 2019. Confira a seguir os detalhes do nosso review do smartphone.

Design e usabilidade

O visual do A50 chama a atenção logo de cara, Ele tem uma cor de tonalidade roxa que muda e fica mais colorida conforme muda o ângulo da luz que o atinge. Veja o efeito na imagem a seguir.

Smartphone Android Samsung Galaxy A50 Review Teste

 (Lucas Agrela/Site EXAME)

O revestimento em vidro passa a sensação de ser de boa qualidade e oferece firmeza na hora de segurar o aparelho. Ele ainda pode escorregar quando estiver em uma superfície muito lisa, então, recomendamos cuidado com isso.

Sua tela de 6,4 polegadas tem resolução Full HD. O porém é que, devido ao seu formato de display, que foge ao convencional, ele tem um pouco a mais de resolução do que o padrão Full HD em proporção 16:9. Na sua tela de proporção 19,5:9, são 2340 x 1080 pixels, contra os tradicionais 1920 x 1080. Ainda não tenha se tornado algo comum, já não é mais incomum. Desde que empresas como Apple, Asus e a própria Samsung adoraram a filosofia de design de tela infinita, muitos aparelhos já contam com resoluções semelhantes.

Smartphone Android Samsung Galaxy A50 Review Teste

 (Lucas Agrela/Site EXAME)

Em alguns conteúdos, você poderá ver barras pretas nas laterais da tela. Em outros, a tela ampla será plenamente aproveitada, o que melhora a experiência de assistir a vídeos no celular.

O alto falante, localizado apenas na parte inferior do aparelho, oferece boa qualidade de reprodução sonora. Só é preciso cuidado para não colocar o dedo sobre ele na hora de ver ou ouvir algum conteúdo.

E o sensor de digitais? O leitor biométrico do A50 funciona bem. Conseguimos fazê-lo funcionar com diferentes dedos registrados e o desbloqueio ocorreu corretamente em 100% das vezes que tentamos em nossos testes. Por conveniência, o aparelho também conta com desbloqueio por reconhecimento facial. Ele pode até ser mais veloz e, por isso, pode ser uma boa ideia ter o recurso também ativado. Mas vale a ressalva: o desbloqueio da tela com a leitura da impressão digital oferece mais segurança ao acesso do aparelho.

O sistema Android 9.0 que vem no aparelho tem a personalização de interface da Samsung, como em outros modelos da marca. O interessante é que ele tem o recurso chamado Bem-Estar Digital, que monitora automaticamente o tempo de uso dos seus aplicativos e permite que você ganhe controle sobre o uso deles, por meio da visualização dessas informações. A função fica no menu de configurações do smartphone.

Configuração

Por dentro, o Galaxy A50 conta com um processador (SoC) Exynos 9610, da Samsung. Ele tem oito núcleos de processamento da ARM, sendo quatro Cortex-A73 com velocidade de 2.3 GHz e outros quatro Cortex-A53 de 1.7 GHz (mais lentos, usado para atividades leves ou no estado de espera).

O conjunto de memórias do aparelho é o padrão de um bom smartphone atualmente. São 64 GB de armazenamento e 4 GB de RAM. Vale notar que o produto tem suporte para cartões de memória microSD, para que você possa guardar arquivos, como fotos ou vídeos.

O conector de energia do produto já segue o padrão USB Type-C, que permite troca de dados com computadores em maior velocidade do que no antigo padrão microUSB, ainda usado por aparelhos de 2019. O conector novo também viabiliza a recarga rápida com o carregador que vem na caixa do aparelho.

A performance geral do produto é satisfatória para o uso diário. Não encontramos problemas durante o uso de aplicativos cotidianos, como redes sociais, navegadores de internet, clientes de e-mail, câmera ou reprodução de música e vídeo.

Nos benchmarks, aplicativos que simulam rotinas de uso, o Galaxy A50 se saiu bem.

AnTuTu – 143825
Geekbench 4 – 5059

Bateria

A duração da bateria do Galaxy A50 foi a esperada para um aparelho com bateria de 4.000 mAh de capacidade. Era de se esperar que tal componente pudesse aguentar, ao menos, dez horas de uso contínuo. Ele conseguiu 11h20min no teste padrão de EXAME (reprodução de vídeo com Wi-Fi e Bluetooth ligados e brilho de tela no máximo). Vale notar, porém, que jogos podem consumir mais bateria, uma vez que demanda maior poder de processamento gráfico do que o necessário para tarefas mais simples, como usar apps de redes sociais, responder a e-mails, ouvir músicas ou ver vídeos.

Câmeras

A câmera principal (traseira) do Galaxy A50 é tripla. Ela tem uma câmera de 25 megapixels (abertura F/1.7), uma de 8 megapixels (F/2.2) e outra com 5 megapixels (F/2.2). Cada uma delas tem uma função. A primeira é a mais indicada para fotos em ambientes parcialmente escuros, em razão da sua abertura menor que permite maior entrada de luz. A segunda é para fotos amplas, uma vez que seu ângulo de captura é de 123 graus. Mesmo com pouco recuo, você pode enquadrar prédios inteiros na foto, o que é ótimo para fotografar em viagens. Mas é preciso que iluminação esteja boa, ou a qualidade não será a melhor possível com essa câmera. Por fim, a terceira câmera, de 5 MP, serve como sensor de profundidade para a primeira. É o conjunto delas que permite que você tire retratos com o fundo desfocado.

Nos testes, os melhores resultados que conseguimos, com todas as câmeras, foi sob iluminação natural. Com baixa luminosidade ou iluminação artificial durante a noite, o nível de ruído apresentado nas imagens chegou a prejudicar a qualidade das fotos. A dica para tirar fotos boas com o A50, portanto, é: procure sempre um ambiente bem iluminado. Nesse cenário, os resultados são ótimos. As mesmas considerações, aliás, valem também para a câmera frontal que tem resolução de 25 megapixels (F/2.2).

Confira no Google Fotos as imagens que registrados durante os testes do Galaxy A50.

Vale a pena?

O Galaxy A50 é um produto que traz recursos avançados a uma faixa de preço mais acessível do que a do Galaxy S10, que custa mais do que o dobro. Por esse ponto de vista, ele é um produto ótimo. A qualidade de imagem das fotos ainda poderia ser melhor, mas a longa duração de bateria, o design diferenciado, a câmera com captura ampla e as opções de desbloqueio de tela tornam o smartphone um rival de peso na faixa de preço na qual se encontra. Ele compete com o Motorola One Vision, que não oferece o leitor biométrico na tela, nem a câmera ultrawide. Se esses itens mencionados são importantes para a sua decisão de compra, o A50 é a sua melhor opção atualmente.