Review: Apple Watch Série 5 evolui com foco na saúde

O relógio inteligente da Apple, compatível com iPhone, se torna uma central de saúde do usuário com novos recursos; leia teste

São Paulo – O novo Apple Watch Série 5 acaba de chegar ao mercado brasileiro. O produto da Apple tem novidades para a saúde, uma bússola para aventureiros e sua tela agora fica sempre ligada. O relógio inteligente segue compatível apenas com iPhones, mas também pode ser usado com um chip especial para ser independente. Leia o nosso review do Apple Watch Série 5 a seguir.

Design

A tela do Apple Watch ficou mais ampla. Como nos celulares, ela tenta ocupar todo o espaço disponível. O revestimento é em vidro e os cantos são curvados para oferecer melhor ergonomia de uso.

A principal mudança visual foi na tela, que fica sempre ligada. Antes, ela era acionada com movimento, ao levarmos o relógio em direção aos olhos, como se faz para ver as horas. Quando não está em uso, a tela se apresenta com intensidade de brilho menor, evitando o desperdício de energia.

As pulseiras do Apple Watch seguem compatíveis com modelos de mercado. O produto vem em dois tamanhos, 44 ou 40 milímetros. O modelo de 3.999 reais vem com caixa de alumínio em três cores diferentes e pulseira esportiva. Na versão de 6.499, a caixa é feita de aço inoxidável. Há mais duas opções de materiais: titânio, a partir de 7.399 reais, e cerâmica, a partir de 11.999 reais.

Usabilidade

O Apple Watch Série 5 evoluiu para dar mais controle da saúde ao usuário. Além de manter o recurso de detecção de queda, que alerta automaticamente contatos de emergência ao analisar o padrão de movimento de um tombo, a nova versão do relógio oferece monitoramento de decibéis do ambiente onde você está e, para mulheres, uma integração com o aplicativo Saúde, do iPhone, que mostra no relógio informações sobre o ciclo menstrual.

O produto também estimula o usuário a ser mais ativo, ao propor metas de movimentação diária. É possível até mesmo adicionar amigos e competir com eles, por meio de um recurso social dentro do aplicativo chamado Atividade, no iPhone, que centraliza os dados coletados pelo relógio.

Reforçando sua vocação para o bem-estar do usuário, o Apple Watch Série 5 conta também com um recurso de chamada de emergência. Quando acionado, o relógio liga automaticamente para os serviços de emergência locais e compartilha sua localização com eles. Na versão do produto com rede celular, ele também liga para os serviços de emergência locais durante viagens para outros países.

Há, também, uma bússola no relógio, que permite o uso sem necessidade de conexão com a internet. Com isso, quem for fazer uma trilha pode consultar o Apple Watch para verificar se a direção seguida está correta.

Bateria

A tela sempre ativa tem um impacto na duração da bateria. Enquanto a geração passada aguentava um dia e meio ou até dois dias de uso (desligando o produto durante a noite), a Série 5 tem bateria para um dia inteiro. Como em qualquer outro eletrônicos, quanto mais ativações de tela, menos irá durar a bateria.

Conclusão

O Apple Watch Série 5 é um excelente relógio inteligente para usuários de iPhone. Faz falta a integração com o sistema operacional Android. Isso ampliaria a gama de usuários que podem usar plenamente todos os seus recursos. O relógio se tornou uma verdadeira central de saúde, com funções ainda sem iguais no mercado. A competição aumentou nos últimos anos, especialmente com o Galaxy Watch Active2, da Samsung, compatível com iPhones e celulares com sistema Android – uma estratégia mais abrangente. Ainda assim, o Apple Watch segue como uma das melhores opções do mercado de relógios inteligentes.