Relógio já controla casa automatizada

Empresa de automação residencial cria aplicativo para smartwatch da Samsung

A minúscula tela de 1,63 polegada do smartwatch Galaxy Gear agora pode ser usada para controlar a iluminação, as cortinas, o ar-condicionado e a televisão de casa. A empresa de automação residencial iHouse acaba de desenvolver um aplicativo adaptado especialmente para a telinha do relógio inteligente da Samsung. O smartwatch foi lançado há um ano pela fabricante sul-coreana e é líder de vendas nesta nova – e ainda incipiente – categoria de eletrônicos vestíveis.

O programa é semelhante aos aplicativos da iHouse para smartphones Android e iOS. Ele permite controlar todo o sistema da empresa para automatizar ambientes domésticos, instalado em casas e apartamentos. Com o aplicativo, os clientes da iHouse podem usar o relógio inteligente da Samsung para controlar as luzes de casa, trocar os canais da TV, abrir ou fechar as cortinas, aumentar ou diminuir o volume do equipamento de som e também alterar a temperatura do ar-condicionado. “Até onde temos conhecimento, é o primeiro aplicativo de automação residencial para smartwatch do mundo”, disse Leonardo Senna, diretor presidente da iHouse.

O relógio também pode ser usado para acionar diferentes “cenários” pré-programados no sistema de automação. O usuário pode definir, por exemplo, um modo noturno para que todas as luzes e aparelhos fiquem desligados à noite quando ele for dormir. Outra opção é criar um cenário de baixa iluminação para assistir a filmes na sala.

A maior parte dos produtos de automação da empresa pode ser acessada pelo aplicativo no Galaxy Gear. Algumas soluções mais específicas, porém, não são compatíveis com o relógio, como os controles para banheiras e chuveiros, que alteram temperatura da água. Além do smartwatch, é possível controlar os equipamentos pelos métodos tradicionais, em telas interativas instaladas nas paredes e também pelo celular.

Senna diz que preferiu focar o desenvolvimento do app para o Galaxy Gear porque o equipamento é o líder de mercado atualmente. Sete em cada dez relógios inteligentes vendidos no primeiro trimestre eram do modelo da Samsung, de acordo com levantamento da consultoria Strategy Analytics. Segundo Senna, ainda não há planos de criar uma versão para o sistema Android Wear, lançado em março pelo Google, e usado em relógios inteligentes das fabricantes LG (G Watch), Motorola (Moto 360) e Samsung (Gear Live).

Por enquanto, também não há planos de integrar o sistema da empresa ao protocolo de comunicação para automação residencial da Apple, o HomeKit, que virá no iOS 8. “Ainda é tudo muito novo. Precisamos esperar para ver quais plataformas vão vingar a ponto de justificar o investimento”, diz Senna.