Quênia prende 77 chineses em operação contra cibercrime

Os 77 homens foram presos sob acusação de presença ilegal no país e uso de material de comunicação por rádio sem autorizações necessárias.

A polícia queniana prendeu 77 cidadãos chineses acusados de dirigir uma rede cibercriminosa e um misterioso ‘centro de controle’ em um elegante bairro de Nairóbi.

Segundo a polícia, citada pelo jornal Daily Nation, o grupo pretendia lançar um ataque contra os sistemas de comunicação do país e possuía material que permitiria invadir contas bancárias, caixas eletrônicos e serviços de pagamento via celular.

A polícia lançou suas operações depois da investigação sobre o incêndio de uma das residências alugadas pelo bando, em que uma pessoa morreu.

Os 77 homens foram presos sob acusação de presença ilegal no país e uso de material de comunicação por rádio sem autorizações necessárias.

O embaixador da China no Quênia foi convocado para explicar se seu governo estava a par das atividades deste grupo.